0

Ribas Paiva desiste de candidatura à prefeitura e PTC vai decidir se apoia outro nome

O advogado e produtor rural era a aposta do partido para as eleições de novembro em São Paulo

13 set 2020
17h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) anunciou neste domingo, 13, que o advogado e produtor rural Ribas Paiva retirou sua pré-candidatura à prefeitura de São Paulo. Com discurso conservador, Paiva era a aposta do PTC para as eleições de novembro.

Ribas Paiva ao anunciar que seria pré-candidato, em agosto
Ribas Paiva ao anunciar que seria pré-candidato, em agosto
Foto: Instagram Ribas Paiva / reprodução / Estadão

"Ele (Ribas Paiva) retirou a candidatura e nós aceitamos", afirmou o presidente municipal do PTC, Ronaldo Barbosa, ao Estadão. Agora, o partido se reunirá nesta segunda-feira para decidir se lança outro candidato ou se apoia outra legenda, diz Barbosa. "Ou nenhum dos dois."

Ribas Paiva já havia adiantado neste sábado, pelas redes sociais, sua intenção de deixar a disputa. "Comunico aos amigos e eleitores, aos parentes e correligionários, aos combatentes patrióticos, que sou obrigado a desistir da candidatura a PREFEITO DE SÃO PAULO , por falta de recursos para a campanha", escreveu o advogado no Facebook.

A decisão foi oficializada durante a convenção do partido, neste domingo. O evento, que ocorreu no Nacional Club, na zona oeste da cidade, não contou com transmissão pelas redes sociais. Segundo o presidente municipal do PTC, Ronaldo Barbosa, o partido confirmou o lançamento de uma chapa completa de vereadores na capital paulista, com 83 nomes para concorrer nas eleições.

A partir deste ano, os partidos não poderão mais se coligar na disputa por cargos proporcionais, como o de vereador. A proibição ajuda a diminuir distorções dos "puxadores de voto", mas deve prejudicar partidos pequenos, que terão mais dificuldade para atingir o quociente eleitoral. Com a nova regra, partidos têm buscado lançar uma quantidade expressiva de candidatos para angariar votos para suas chapas.

Veja também:

Terremoto causa 'mini-tsunami' e destrói casas na Grécia e na Turquia
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade