0

PF nega investigação de caixa 2 na compra de avião de Campos

26 ago 2014
17h29
atualizado às 17h33
  • separator
  • 0
  • comentários

A Polícia Federal divulgou uma nota oficial à imprensa, na tarde desta terça-feira, desmentindo que estaria investigando um esquema de caixa dois na compra da aeronave que caiu com o candidato à presidência Eduardo Campos (PSB) no dia 13 de agosto. A notícia foi publicada pela Folha de S. Paulo no último domingo. 

<p>Avião usado pelo ex-governador Eduardo Campos</p>
Avião usado pelo ex-governador Eduardo Campos
Foto: TV Globo / AFP

"Em relação à matéria 'PF vai investigar se avião foi comprado com uso de caixa 2', veiculada pela Folha de São Paulo no domingo, 24/8, a Polícia Federal informa que o inquérito instaurado no dia 13/8 tem como objetivo apurar as causas do acidente da aeronave de prefixo PR-AFA. A PF esclarece que investigações sobre crimes eleitorais só podem ser iniciadas após requisição ou autorização da Justiça Eleitoral", diz o comunicado. 

O jornal havia publicado que existe um "limbo judicial" sobre quem é o dono do avião (atribuído supostamente a uma empresa de fachada e a empresários sem condições econômicas para comprá-lo) e também suspeitas de crime eleitoral no caso. A campanha do PSB não teria apresentado, em sua prestação de contas, documentos com explicações das despesas dos vôos, o que configuraria o crime. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade