PUBLICIDADE

Pesquisa CNT: Lula tem 40,6% das intenções de voto, e Bolsonaro, 32%

Petista venceria todos os adversários no segundo turno; atual presidente supera Doria e Simone Tebet

10 mai 2022 - 12h13
(atualizado às 12h25)
Ver comentários
Publicidade
Lula e Jair Bolsonaro são candidatos competitivos para a eleição presidencial de 2022
Lula e Jair Bolsonaro são candidatos competitivos para a eleição presidencial de 2022
Foto: Antonio Cruz e Valter Campanato/Agência-Brasil / Estadão

Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgada nesta terça-feira, 10, mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mantém a liderança nas intenções de voto para a Presidência no primeiro turno, com 40,6% no levantamento estimulado. O presidente Jair Bolsonaro (PL) segue em segundo lugar, com 32%.

Ciro Gomes (PDT) está em terceiro, com 7,1% das intenções de voto. Na sequência, aparecem João Doria (PSDB), que acumula 3,1%, e André Janones (Avante), com 2,5%. Simone Tebet (MDB) tem 2,3% e Luiz Felipe d'Ávila (Novo), 0,3%. Branco e nulos somam 5,1%, e indecisos, 7,0%.

O ex-presidente Lula lançou sua pré-candidatura ao Planalto no dia 7 de maio de 2022. 

Segundo turno

Nas projeções para um eventual segundo turno, Lula manteve a liderança contra todos os adversários. Contra Bolsonaro, o petista tem 50,8% ante 36,8%.

Bolsonaro só teria vantagem no segundo turno, segundo a pesquisa, se disputasse contra Doria ou Simone Tebet. O atual presidente teria 38,8% e o tucano, 33,9% das intenções de voto. Contra a senadora, Bolsonaro teria 39,6% dos votos e Tebet 30,5%.

Avaliação do governo

De acordo com a pesquisa CNT, 30,4% dos entrevistados avaliam o governo do presidente Jair Bolsonaro como "ótimo e bom", enquanto 25,2% consideram "regular" e 43,6%, "ruim e péssimo". Para 52%, o governo está "pior do que esperava", enquanto 29% disseram estar "nem melhor, nem pior". Para 17%, está "melhor do que esperava".

Em relação ao desempenho pessoal do presidente, 37,9% disseram que aprovam e 58,8%, desaprovam.

No levantamento, foram entrevistadas mil pessoas entre os dias 4 a 7 de maio. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais, para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob número BR-05757|2022.

Estadão
Publicidade
Publicidade