4 eventos ao vivo

Marta Suplicy deixa Solidariedade e vai apoiar Bruno Covas

Após seu partido anunciar apoio a Márcio França, a ex-prefeita jantou com o prefeito tucano

10 set 2020
13h36
atualizado às 13h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após seu partido, o Solidariedade, selar na tarde desta quarta-feira, 9, o apoio à candidatura do ex-governador Márcio França (PSB) à Prefeitura de São Paulo, a ex-prefeita Marta Suplicy decidiu romper com a sigla e recebeu o prefeito Bruno Covas (PSDB) para jantar em sua casa.

O prefeito Bruno Covas e a ex-prefeita Marta Suplicy após jantar nesta quarta-feira, 9 de setembro
O prefeito Bruno Covas e a ex-prefeita Marta Suplicy após jantar nesta quarta-feira, 9 de setembro
Foto: Marcio Toledo/Divulgação / Estadão Conteúdo

Marta, que chegou a ser cotada para ser vice na chapa do PSDB, decidiu apoiar a candidatura do tucano à reeleição, mesmo sem o cargo.

A ex-prefeita vai fazer campanha para Covas em nome da construção de uma Frente Ampla contra o presidente Jair Bolsonaro. No último dia 26, numa transmissão ao vivo com a participação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ela defendeu que a aliança deveria valer já para as eleições municipais de novembro. Na ocasião, a postura de França, que acompanhou Bolsonaro na vistoria de uma ponte em São Vicente em 7 de agosto, foi criticada pela dupla.

Bruno convidou Marta para ser a coordenadora da Frente Ampla suprapartidária que comandará ações e eventos de sua campanha.

No jantar, os dois conversaram sobre suas gestões à frente da Prefeitura da maior cidade do País. No cardápio, pizza e vinho português.

Marta deve gravar um vídeo de apoio a Covas para ser exibido na convenção tucana no próximo sábado, 12, e anunciar sua saída do Solidariedade após o fim do período de convenções partidárias.

Veja também:

A igreja que conecta fiéis a Deus com a ajuda do álcool
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade