PUBLICIDADE

Eleições serão livres apesar de falas de Bolsonaro, diz indicada dos EUA

Elizabeth Bagley participou de sabatina do comitê de Relações Internacionais do Senado nesta quarta-feira, 18

18 mai 2022 19h30
| atualizado às 19h34
ver comentários
Publicidade

A indicada ao cargo de embaixadora do Brasil, Elizabeth Bagley, disse nesta quarta-feira (18) que acredita que as eleições brasileiras serão justas por conta das instituições democráticas do país.

"Eles têm instituições democráticas, têm um sistema eleitoral democrático, um judiciário e um legislativo independentes. Têm liberdade de expressão, assembleias. Eles têm todas as instituições democráticas que precisam para promover eleições livres e justas", disse a senadores dos EUA durante sabatina realizada pelo comitê de Relações Internacionais do Senado.    

Elizabeth Bagley durante sabatina realizada pelo comitê de Relações Internacionais do Senado norte-americano.
Elizabeth Bagley durante sabatina realizada pelo comitê de Relações Internacionais do Senado norte-americano.
Foto: Reprodução

"Sei que não será um momento fácil por causa de muitos dos comentários dele [Bolsonaro]. Apesar de todos esses comentários, há uma verdadeira base institucional, e penso que o que vamos continuar a fazer é mostrar a nossa confiança e a nossa expectativa de que terão eleições livres e justas. Estamos fazendo isso em todos os níveis", acrescentou.

A diplomata também ressaltou que irá rabalhar junto com o governo brasileiro para que o país cumpra as metas de combate ao desmatamento da Amazônia.

A embaixada norte-americana em Brasília está vaga desde meados de 2021, após a aposentadoria do embaixador Todd Chapman. Atualmente ela é tocada interinamente por Douglas Koneff, Encarregado de Negócios dos EUA.

 

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade