PUBLICIDADE

Eventos de tecnologia e inovação: por que você deveria participar

Mesmo que seja muito bom para o Brasil receber tantos eventos do nicho, muitos profissionais precisam escolher a dedo quais deles irão participar

24 abr 2024 - 13h15
(atualizado às 16h15)
Compartilhar
Exibir comentários

Quem acompanha de perto o mercado de inovação, tecnologia e empreendedorismo certamente percebeu uma explosão no número de eventos no setor. CASE (Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo), Websummit, South Summit, Startup Summit, entre muitos outros. Cada um tem sua particularidade e foco específico, mas todos representam uma excelente oportunidade de criar conexões e impulsionar o seu negócio. 

Foto: Pexels/Fauxels / Canaltech

Mesmo que seja muito bom para o Brasil receber tantos eventos do nicho, muitos profissionais precisam escolher a dedo quais deles irão participar. Seja pela verba despendida com ingressos e deslocamento ou até mesmo por conflitos de agenda. Nesse caso, é fundamental ser estratégico na hora de tomar essa decisão.

Muitos fatores entram na balança para isso. Primeiramente: quais são as principais dores do seu negócio e como os eventos podem te ajudar a saná-las? Se você está em busca de investimento para sua startup, certamente vai escolher eventos diferentes de quem está com dificuldade de contratar mão de obra qualificada para o setor de tecnologia, por exemplo. Faça esse mapeamento de dores e pesquise como cada um dos eventos pode te ajudar. Entender quais empresas estarão presentes e que tipo de conteúdo será abordado nos palcos também te ajuda a dar um norte.

O próximo passo é entender qual será sua participação no evento. Geralmente, existe a opção de ser um expositor e ter um espaço para mostrar sua empresa ao público ou então de comprar um ingresso como participante. Se captar novos clientes e apresentar sua startup ao público é algo que faz sentido para seu momento de negócio, considere a opção do estande. Quem cria uma boa estratégia para geração de negócios durante o evento geralmente relata um ótimo ROI ao ser um expositor. 

Assim como montar a sua estratégia de atuação, antes, durante e pós evento. Como "treinar" o seu time para cumprir os seus objetivos? Por exemplo, se você tem um estande, qual será a mensagem que seus  colaboradores devem passar tanto no quesito "conteúdo" até sobre comportamento. Como capturar os leads, quais as ações pós evento que devem ser feitas, reportar resultados e assim por diante.

Costumo incentivar profissionais de tecnologia e inovação a participarem de eventos. Mais do que qualquer outro, estamos em um setor em que mudanças são constantes e novas tendências chegam a todo momento. Os eventos são uma excelente forma de entender quais são os temas em alta e no que as empresas do nicho estão apostando.

Além disso, os eventos são a melhor oportunidade possível para criar conexões e networking. E, novamente, isso é fundamental no setor de inovação. Um dos propósitos da Associação Brasileira de Startups é justamente promover conexões entre diferentes agentes do ecossistema: startups, investidores, aceleradoras, instituições de fomento, mentores, líderes de comunidades… quando colocamos todos esses agentes em um mesmo local, aceleramos o processo de geração de novas ideias.

Nas últimas edições do CASE, percebemos que esse é o principal valor que os participantes enxergam nesse tipo de evento: fazer conexões estratégicas que possam impulsionar seu negócio ou destravar alguma dor que o empreendedor venha passando. Portanto, se você está no meio de tecnologia e inovação, meu conselho é: participe de eventos. E mais do que isso, seja estratégico, defina seus objetivos, crie um plano claro de atuação dentro do evento e mensure o pós evento para saber se valeu a pena ter participado . Os resultados podem te surpreender.

Mariane Takahashi é Chief Executive Officer da Associação Brasileira de Startups (Abstartups) 

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade