PUBLICIDADE

Com 100 mil bolsas, Dilma lança novo Ciência sem Fronteiras

25 jun 2014 20h10
| atualizado às 21h47
ver comentários
Publicidade
Dilma Rouseff tira fotos com estudantes após a cerimônia de lançamento da segunda etapa do Programa Ciência sem Fronteiras
Dilma Rouseff tira fotos com estudantes após a cerimônia de lançamento da segunda etapa do Programa Ciência sem Fronteiras
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff lançou nesta quarta-feira a segunda edição do programa Ciência sem Fronteiras, para intercâmbio de estudantes de áreas científicas e tecnológicas. A nova etapa do programa promete a concessão de 100 mil bolsas. Na primeira edição, a promessa era a de que 101 mil estudantes fossem beneficiados.

“Serão mais 100 mi bolsas para todos os jovens brasileiros que passarem e se classificarem a partir do processo de seleção e da proficiência de alguma língua”, anunciou a presidente, em solenidade no Palácio do Planalto.

Lançado em 2011, o Ciência sem Fronteiras prometia 76 mil bolsas ofertadas pelo governo federal mais 25 mil a serem oferecidas pela iniciativa privada. O orçamento inicial da primeira etapa do programa para auxílio mensal, auxílio instalação, passagens aéreas e taxas das universidades era de R$ 3,1 bilhões. 

Ao longo do primeiro mandato de Dilma, foram assinados diversos acordos bilaterais para concessão de bolsas com diferentes países. Segundo a presidente, até o momento já foram concedidas 83,2 mil bolsas e a nova seleção em setembro deverá atingir a meta inicial.

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade