PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Samsung adotará semana de 6 dias de trabalho para executivos na Coreia do Sul, diz jornal

'The Korea Economic Daily' diz que medida emergencial ocorre após um desempenho abaixo do esperado em 2023 de alguns dos principais negócios do grupo

23 abr 2024 - 15h43
Compartilhar
Exibir comentários

Os executivos do grupo Samsung passarão a trabalhar seis dias por semana em uma medida emergencial, segundo reportagem do jornal sul-coreano The Korea Economic Daily. A mudança ocorre em meio a forte desvalorização do won (moeda local), o aumento dos preços do petróleo e os altos custos de empréstimos. Além disso, alguns dos principais negócios do grupo entregaram resultados abaixo do esperado em 2023.

"Dado que o desempenho de nossas principais unidades, incluindo a Samsung Electronics, ficou aquém das expectativas em 2023, estamos introduzindo a semana de trabalho de seis dias para os executivos para injetar um senso de crise e fazer esforços totais para superá-la", disse um executivo de uma empresa do grupo Samsung ao jornal. Funcionários abaixo do nível executivo continuarão trabalhando cinco dias por semana, conforme adotado pela empresa em 2003.

O Estadão procurou a Samsung no Brasil para entender se a medida afetará executivos no País, mas a empresa respondeu que não irá comentar.

Os executivos da Samsung Electronics trabalharão ou no sábado ou no domingo. Até então, a semana de trabalho regular era de cinco dias.

Os executivos da Samsung Display, Samsung Electro-Mechanics e Samsung SDS já adotaram a semana de trabalho de seis dias. A Samsung Life Insurance e outras empresas de serviços financeiros sob o grupo Samsung provavelmente começarão em breve.

De acordo com o The Korea Economic Daily, executivos da Samsung C&T Corp., Samsung Heavy Industries e Samsung E&A já estavam trabalhando voluntariamente seis dias por semana desde o início do ano.

Crise

A Samsung Electronics registrou uma perda operacional de US$ 11 bilhões em seu principal negócio de semicondutores, que faz parte da divisão que representa cerca de 80% dos ganhos da Samsung, de acordo com o jornal sul-coreano.

A empresa anunciou que registrou um aumento de mais de dez vezes no lucro operacional preliminar no primeiro trimestre deste ano. No entanto, a desvalorização do won, os preços ascendentes do petróleo e os riscos políticos da eleição presidencial dos EUA em novembro podem atrapalhar a recuperação.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade