0

Sem disputa tradicional em leilão, imóveis da Caixa podem ser comprados com mais de 50% de desconto

22 jun 2020
11h58
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Comprar imóvel já foi mais sacrificado para os brasileiros. Além dos juros, a entrada quase sempre foi uma grande barreira, já que grandes bancos cobram em média de 20% a 30% do valor do imóvel. Tudo isso parece estar no passado e, apesar da pandemia, oportunidades de realização do sonho da casa própria estão por todo lado. A Caixa Econômica Federal, principal banco de financiamento de imóveis, possui hoje milhares de casas e apartamentos com descontos que passam de 50% e que podem ser comprados através da venda direta.

Foto: Agência Brasil / DINO

Adonias Reis, corretor imobiliário, reforça que o brasileiro gosta de desconto e sempre vai em busca de economizar. "O leilão é uma saída para quem quer fazer o dinheiro render, investindo e ainda fazendo com que sobra após a compra do imóvel. Até mesmo quem tem dinheiro sobrando busca uma alternativa. É aí que entra os leilões tradicionais a venda direta".

Qual a diferença entre o leilão e a venda direta?
Essa dúvida é comum, mas também simples de ser esclarecida. Torquato lembra que a venda direta com desconto de leilão ocorre normalmente após tentativa de venda via leilão tradicional, aquele mesmo com disputa de lance. "O leilão pode ser vantajoso por já ter descontos maiores do que o mercado tradicional de imóveis, mas o ato da disputa para arremate acaba por diminuir a margem de lucro, o que torna a venda direta ainda mais atraente para quem está buscando comprar o primeiro imóvel", explica Ícaro Torquato, da FCA Imóveis, uma das principais imobiliárias parceiras da Caixa.

Banco estatal tem adotado medidas para gerar novos negócios
Ao contrário de outros bancos, a Caixa Econômica tem adotados medidas importantes para atrair novos clientes e até manter aqueles que utilizaram o financiamento, opção disponível em alguns imóveis até mesmo de leilão.

Entrada de 5% 
Enquanto outros bancos variam de 20% a 30% na entrada do imóvel, a Caixa hoje oferece a porcentagem mais baixa e acessível para quem deseja financiar um imóvel: 5%. Na prática, essa porcentagem faz diferença no orçamento de qualquer família. Quem busca comprar um imóvel de R$ 200 mil reais, por exemplo, consegue dar de entrada só R$ 10 mil reais.

Parcelas podem ser adiadas
Por conta da pandemia, o banco estatal tomou medidas ainda mais importante para incentivar clientes que já compraram imóveis e para atrair novos. O adiamento da parcela, mesmo para negociações recentes, foi o meio encontrado pela Caixa para que os clientes enfrentam o período de adequações financeiras. A medida vale até para negócios fechados após a divulgação dessa decisão.

Diferentes tipos de imóveis estão disponíveis
De comercial a residencial, de casas de praia a casas de campo, de lotes a terrenos já prontos para construção, opções não faltam para quem deseja comprar um imóvel via banco estatal. Além disso, a Caixa possui imóveis em várias cidades brasileiras e é possível você ter acesso às principais informações do bem sem mesmo sair de casa, através do site.



Website: https://www.fcaimoveis.com.br/

Veja também:

As novas armas de Trump para reverter baixa popularidade às vésperas da eleição
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade