0

Selo Papel Legal será lançado como forma de assegurar legalidade no uso do papel na produção gráfica

Novo selo estará lançado durante Print Summit no dia 29 de outubro, e é uma iniciativa da Abigraf e da Abro

21 out 2019
19h58
atualizado em 23/10/2019 às 12h43
  • separator
  • 0
  • comentários

O papel gráfico possui uma distinção tributária, que varia de acordo com sua aplicação. Por exemplo, o papel usado para impressão de livros, jornais e revistas é isento de tributação (papel imune), o que não ocorre com o papel empregado na produção de outras peças gráficas (folhetos, folders, itens comerciais e promocionais etc.). O que corre, porém, é que essa tributação às vezes é burlada através do uso do papel imune (não tributado) em outros tipos de impressos.

Foto: DINO / DINO

Para assegurar o carro uso e transmitir mais segurança ao mercado sobre a legalidade da destinação desse papel, seja ele imune ou não, a Abigraf Nacional (Associação Brasileira da Indústria Gráfica) e a Abro (Associação Brasileira de Empresas com Rotativa Offset) estão anunciando o lançamento do Selo Papel Legal. Atualmente, a Abigraf Nacional congrega o empresariado gráfico por meio de 21 Abigrafs Regionais e do Distrito Federal.

O novo selo, emitido mediante processo de certificação, será oficialmente apresentado durante o Print Summit, evento que acontecerá no próximo dia 29 de outubro na ESPM Tech, em São Paulo, e que tem como foco mostrar a evolução da comunicação impressa e seu poder para construção de marcas em diferentes segmentos.

Para receber a certificação, a gráfica deve passar por auditorias periódicas, que avaliarão as ações em concordância com diretrizes e conformidades estipuladas. Também devem seguir procedimentos adequados que podem variar de acordo com o porte da empresa.

A iniciativa envolve, ainda, a participação de um comitê de desenvolvimento, do qual fazem parte representantes de gráficas de vários portes, e membros de entidades ligadas ao setor papeleiro, como Andipa (Associação Nacional de Distribuidores de Papel) e Ibá (Indústria Brasileira de Árvores).

"Dessa forma, o Selo Papel Legal tem como objetivo estimular boas práticas por parte das gráficas, e informar ao mercado que o papel usado para o impresso que está em suas mãos seguiu todas as regras éticas e tributárias. É uma espécie de 'compliance' entre as gráficas e visa combater práticas ilegais, que ao final causam prejuízo aos cofres públicos e também à cadeia produtiva, que sofre com o a concorrência desleal e tem que arcar com os custos de fiscalização e tributação", salienta Tilson Casteluci, executivo de negócios da Abro. "Com isso, criamos um ambiente de concorrência saudável no mercado, com base em práticas éticas."

Além do lançamento do Selo Papel Legal, o Print Summit contará com uma programação especial de palestras com foco no uso criativo do papel e da mídia impressa. Fazem parte da programação temas como "Morte do impresso é fake news", por Sergio Junqueira Arantes, CEO da Eventos Expo Editora; "Tempo do 'RE'- Tempo de recriar, reinventar, reformular, reproduzir, recompor", ministrada pela diretora de mídia Omnichannel da Agência VML, Luciana Schwartz; e "A oportunidade do impresso no ambiente OOH - Out Of Home", ministrado por Pedro Barbastefano, sócio e diretor comercial da 29Horas Mídia Aeroportuária.

A abertura será realizada por Armando Ferrentini, diretor-presidente da Propmark.

Também está programado um debate ao final do qual participarão os palestrantes, criando a oportunidade de interação com o público.

O Print Summit tem patrocínio da B.O.Paper, Compulaser Gráfica, Escala Brasil/WPS, Fespa/Digital Printing, Future Print, Futura Im., Gráfica Revelação e Plural Indústria Gráfica; e apoio da ABA, ABAP, Aberje, ABTG, Aner, ANJ, Antilhas Embalagens, APP, ESPM, Fenapro, Portal do Papel, Printbag e Propmark.



Website:

http://www.printsummit.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade