1 evento ao vivo

Qual o índice de reajuste do consórcio imobiliário?

Todos os anos, o valor da parcela passa por um reajuste de acordo com o índice de preço estabelecido no contrato.

11 fev 2019
11h30
atualizado em 13/2/2019 às 09h17
  • separator
  • comentários

Diante de tantas vantagens e facilidades, o sistema de consórcios cresce cada vez mais no Brasil. A maioria dos participantes que opta por essa modalidade sabe que essa é a maneira mais prática e econômica de comprar o tão sonhado bem ou serviço.

Foto: Consórcio Jockey reajuste / DINO

De acordo com dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), somente de janeiro a outubro de 2018, o número de participantes ativos da modalidade cresceu quase 7% em comparação ao mesmo período de 2017.

Entretanto, mesmo com a popularização e o crescimento do consórcio, muitas pessoas têm dúvidas sobre como funciona o Consórcio Jockey de Imóveis, principalmente quando o assunto é a alteração no valor das parcelas.

Mas afinal, qual o índice de reajuste do consórcio imobiliário e quantas vezes por ano ele acontece? Vamos entender como isso funciona.

Os índices utilizados para o reajuste do consórcio imobiliário

Quando uma pessoa entra para um consórcio, ela escolhe o valor da carta de crédito, das parcelas e o prazo que mais lhe agrada.

Porém, todos os anos, o valor passa por um reajuste de acordo com o índice de preço estabelecido no contrato. A data desse reajuste acontece sempre depois de 12 meses da primeira assembleia do grupo.

Os índices mais utilizados para o reajuste do Consórcio Jockey de imóveis são:

  • O CUB (Custo Unitário Básico, apresentado pelo Sindicato da Construção);
  • O INCC (Índice Nacional de Custo da Construção, divulgado pela Fundação Getúlio Vargas);
  • O IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado, também divulgado pela FGV);
  • O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor, apresentado pelo IBGE).

Para ficar mais claro, suponhamos que um participante adquira uma carta de R$ 200 mil e que a inflação anual do INCC foi de 1%, por exemplo. Nesse caso, é aplicado 1% em cima de R$ 200 mil e o crédito passa a ser de R$ 202 mil.

Isso faz com que as próximas parcelas sejam recalculadas com base nesse novo valor da carta de crédito, algo que acontece anualmente.

Como usar o FGTS no Consórcio Jockey de imóveis

Uma outra vantagem do consórcio imobiliário é a possibilidade de usar o Fundo de Garantia (FGTS) para dar lances, amortizar, liquidar e pagar parte das prestações de consórcios imobiliários com o saldo da conta vinculada.

Para ter direito a esse benefício, o trabalhador precisa estar atento a algumas regras.

  • O imóvel deve estar localizado na mesma cidade em que o trabalhador exerça a sua profissão ou resida há mais de um ano (incluindo municípios vizinhos ou região metropolitana);
  • O consorciado não pode ser proprietário, usufrutuário ou cessionário de outro imóvel no mesmo município de residência ou no mesmo local de seu trabalho;
  • Não pode ser detentor de financiamento ativo do SFH (Sistema Financeiro da Habitação) em qualquer parte do território nacional, na data da aquisição do imóvel;
  • Tanto o imóvel quanto a cota de consórcio devem estar em nome do trabalhador titular da conta vinculada;
  • O consorciado precisa ter trabalhado, no mínimo, três anos sob o regime do FGTS);
  • O imóvel deve ser residencial urbano e precisa ter sido adquirido com os recursos da carta de crédito do consórcio;
  • O valor avaliado para o imóvel, na data da aquisição, deve respeitar o limite estabelecido pelo SFH, atualmente estipulado em 500 mil reais.

Uma vez que o trabalhador decide usar o saldo do FGTS para realizar o pagamento do consórcio de imóveis, ele precisa ter em mente que o saque deve ser realizado de uma só vez, com limite de até 500 mil reais.

Caso ele queira realizar um novo pagamento através do FGTS deverá respeitar o limite de dois anos entre uma movimentação e outra.

Também é possível utilizar o FGTS para pagar prestações em atraso, desde que ele não seja maior do que três parcelas.

Agora que você já conhece as regras de reajuste do consórcio imobiliário, é importante que o participante do Consórcio Jockey se programe para as alterações no valor das parcelas.



Website: http://consorciojockey.com.br/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade