1 evento ao vivo

Pesquisa comprova que o e-commerce terá mais espaço entre as empresas em 2019

17 jan 2019
18h51
  • separator
  • comentários

De acordo com a pesquisa realizada pelo Digitalks em conjunto com o Opinion Box, o e-mail como estratégia de vendas apresentou baixa probabilidade de avanços. Essas observações foram levantadas por consumidores brasileiros que aceitaram participar de uma pesquisa a qual abordou sobre Formas de Comprar.

A entrevista foi realizada com 2.106 pessoas, com 2,1 média de erros, ou seja, uma margem de 95% de acertos. Segundo a pesquisa, foram realizados 15 modos diferenciados de comprar, por meio de sites e portais de notícias, anúncios do Facebook, Instagram, pop-ups, e-mail marketing, entre outros.

De acordo com o levantamento, foi visto que todos os usuários já usaram 3,5 meios das 15 opções testadas. 79% dos consumidores responderam que têm preferência em comprar pelos sites de diversos lojistas, 59% preferem os e-commerces das marcas, já 47% utilizam os apps.

É importante deixar claro que a utilização de todas as 15 opções foi sustentada e aumentou no período dos últimos 12 meses anteriores, ainda apontando ótimas expectativas para as demais formas e avanço na utilização. Mas vale lembrar que foi percebido uma baixa perspectiva de compra por meio de clique em e-mail marketing, anúncios em sites e portais de notícias e por perfis no Pinterest.

Métricas de publicação aponta perspectiva de compra nos próximos 12 meses

Os dados da pesquisa também mostraram o percentual de perspectivas de compras nos futuros 12 meses. A métrica foi realizada por meio das páginas no Facebook de pessoas físicas e jurídicas, anúncios no Facebook e mensagens privadas em redes sociais e pop-ups em sites e portais.

No caso da expectativa média e alta, o estudo aponta os perfis de pessoas e empresas, WhatsApp e Instagram. Através do aplicativo de marcas e empresas, sites de e-commerce e sites que juntam diversos lojistas são os caminhos com forte perspectiva de compra pelos clientes.

Na visão das empresas, o maior problema será como ajustar a técnica para abordagem do cliente. A pesquisa mostra que 61% dos consumidores não ficam satisfeitos quando buscam algum produto e logo após o produto aparece em anúncios em sites e nas redes sociais, 24% são neutros, já 15% são de acordo.

Enquanto 51% são a favor de ter acesso às informações sobre a mercadoria desejada em diferentes canais (Google, sites e outros mais), 26% não faz conta sobre isso e 23% são contra essa ação. De acordo com o estudo levantado, fica evidente que os consumidores não fizeram uso das diferentes formas de comprar, permaneceram amarrados somente aos meios tradicionais.
Para o próximo ano há fortes expectativas de crescimento de compras através do Instagram, WhatsApp e sites de avaliação. Segundo Felipe Schepers, COO do Opinion Box, fazer uso de uma estratégia eficiente poderá contribuir no crescimento de uma marca, no ano de 2019.

O que muitos empresários digitais almejam é que o seu site seja visto pelos usuários logo nas primeiras páginas dos canais virtuais (Google, Instagram, entre outros). Para isso, é necessário contratar uma empresa especializada em otimização de sites.

Existem mais de 200 fatores que influenciam o posicionamento de um site dentro do algoritmo do Google e, por isso, é importante contar com especialistas no assunto, afirma Daniel Imamura, CEO da agência Consultoria Digital que é uma empresa com grande experiência em otimização de sites, links patrocinados, consultoria de marketing digital, entre outros serviços.



Website: https://www.consultoriadigital.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • comentários
publicidade