2 eventos ao vivo

Para todas as classes sociais, escola forma os melhores engenheiros de software no Vale do Silício

5 jul 2018
14h23
  • separator
  • comentários

De acordo com um estudo da Universidade Temple, na Filadélfia, mais de um terço dos universitários americanos não possuem renda suficiente para manter os estudos. A pesquisa, divulgada pela BBC Brasil, analisou as respostas de 43 mil estudantes de 66 universidades em 20 Estados e no Distrito de Columbia, e concluiu que 36% dos alunos não comiam o suficiente. Por outro lado, uma startup no Vale do Silício tem transformado essa realidade. Trata-se de Holberton School, uma escola técnica para engenheiros de software com foco na diversidade, que oferece oportunidade para pessoas de todas as idades, classes sociais, sexo e etnias com uma metodologia inovadora e gratuito até os alunos conseguir o primeiro trabalho.

Foto: DINO

Sediada em São Francisco, a Holberton School oferece um programa inovador de ciência da computação e engenharia de software. Com uma didática totalmente inovadora que vai além dos padrões americanos, o centro de ensino oferece uma aprendizagem baseada em projetos e entre pares têm chamado a atenção de grandes investidores, que aplicam milhões para fomentar a metodologia entre os diversos públicos.

Cada vez melhor colocada na busca das empresas por excelência na formação de engenheiros de software, a Holberton School em apenas dois anos formou mais de 200 alunos. Esse número fez com que a centro de ensino, através dos investidores, aumentasse sua capacidade didática para mil estudantes. Com essa capacidade operacional, o centro de ensino irá licenciar mais engenheiros de software que Stanford e Harvard juntas.

Ensino para todos

A Holberton School não apenas forma engenheiros de software do mais elevado nível, como também oferece a todos, independentemente da raça, idade, sexo, etnia, classe social ou histórico familiar, a possibilidade de ter uma carreira promissora estudando com os mais avançados métodos de ensino. Formados, os profissionais passam a atuar em empresas como Linkedin, Facebook, Apple, Tesla, Dropbox , IBM e NASA, além de receber apoio inclusive do premiado cantor NE-YO. Além de oferecer oportunidade para os diversos grupos sociais, a escola não exige prévio conhecimento na área de programação, por isso, possui alunos de todos os tipos de carreiras em transição, como humanas, psicologia, esporte, entre outras.

Sylvain Kalache, cofundador da Holberton School, relata que a necessidade de engenheiros de software qualificados e com habilidades que o caracterizem como um profissional completo é cada vez maior. Dessa forma, a Holberton foca em desenvolver todas as habilidades. "Assim como fornecer uma alternativa às pessoas de perseguirem o sonho americano de ter uma profissão, sem o fardo pesado dos empréstimos estudantis", explica.

Ensino gratuito durante o curso

Fundada em 2016, a Holberton School oferece estudos gratuitos até o estudante encontrar sua colocação profissional. Dessa forma, não existe um pagamento antecipado uma vez que depois de formado o profissional contribui com uma porcentagem de seu futuro salário durante o período de três anos somente quando ele atingir o salário mínimo americano. Caso o estudante não consiga essa remuneração ele não paga a escola. Isto permite que os estudantes se beneficiem de uma estrutura de ensino gratuita e se concentrem nos estudos, enquanto também criam um ciclo virtuoso de alunos que pagam antecipadamente para a próxima geração de estudantes.

Aprendizagem em pares

Com um curriculum que combina aprendizagem baseada em projetos "Peer Learning", entre pares, na Holberton School os estudando são estimulados a se ajudarem na aprendizagem. Não há palestras nem professores. Ao invés disso, os mentores tecnológicos fornecem orientação aos estudantes, seja no curriculum ou em suas carreiras. Os estudantes adquirem competências e compreensão da teoria através da aprendizagem prática, o que garante que possuem as competências necessárias para os trabalhos mais exigentes da indústria da tecnologia.

Como consequência, os estudantes naturalmente procuram a teoria e as ferramentas que precisam, compreendendo-as, utilizam-nas, trabalhando em conjunto e se ajudando mutuamente. A Holberton School ensina como aprender ao invés de ensinar uma ferramenta específica ou linguagem de programação. Conheça mais no www.holbertonschool.com .


###
Contacto Editorial
Sylvain Kalache da Holberton School
sylvain@holbertonschool.com



Website: https://www.holbertonschool.com/
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade