PUBLICIDADE

OKR: o segredo das empresas que mais crescem no mundo

28 mar 2019 11h31
ver comentários
Publicidade

O conceito é simples: tem-se um objetivo e precisa entender como mensurar se está alcançando o que quer. OKR é um acrônimo para Objectives and Key Results - Objetivos e Resultados Chave, uma metodologia que se popularizou por ser o segredo do sucesso das gigantes do Vale do Silício. O que poucos sabem é que hoje esse modelo de gestão de performance vem ganhando grandes empresas brasileiras como Nextel, Newell e Positivo.

Foto: Unsplash / DINO

O OKR tem chamado a atenção desses negócios porque aumenta o alinhamento estratégico e o foco em resultados. Além disso, a metodologia aumenta a flexibilidade da gestão fazendo com que os times tomem decisões com agilidade e tenham alta performance. Mas por que tudo isso acontece? Gê Aguírre, sócio da CoBlue, empresa pioneira em OKR, brinca que o modelo OKR é o GPS do carro: "Você está aqui e quer chegar lá. O OKR vai apontar os caminhos mais ágeis, os obstáculos e um plano para chegar até lá".

Os modelos ágeis sugerem a definição de planos flexíveis às transformações do mercado. Segundo George, nesses modelos é necessário estar constantemente se perguntando sobre o caminho certo e o que pode fazer para melhorar: "Em pouco tempo criamos, recriamos soluções, gerando inovações".

Os OKRs auxiliam os gestores a entender quais são os indivíduos e equipes que têm melhor desempenho. Com base na performance, é possível criar ações de reconhecimento contínuo para os colaboradores, que evidenciam as ações benéficas e positivas para a organização.

OKR não é apenas uma metodologia de gestão de metas, é uma ferramenta de transformação corporativa. Por trás dos OKRs, há um processo diferenciado de desenvolvimento de pessoas: a cultura disruptiva e o espírito empreendedor e de dono do negócio.

Um dos exemplos disso é a empresa Ocean Drop, empresa catarinense fundada por cinco oceanógrafos, é uma das clientes de sucesso da CoBlue. A Ocean Drop trabalha com superalimentos (alimentos com alto teor em nutrientes) a partir dos seres que vivem no mar que são vendidos em seu site e em mais de 300 lojas no Brasil. Com inteligência de definir suas prioridades, equipe ágil e integrada a Ocean Drop surpreende a cada ano com números audaciosos. 

Murilo conta que a cultura do OKR e orientação a resultados está muito enraizada na Ocean Drop. Desde o momento de entrada na empresa os colaboradores novos já começam a participar das reuniões de checkin para depois construir os OKRs de novos ciclos. Sobre os desafios da metodologia, Murilo explica que aprender a definir prioridades é a grande sacada:

"O que eu sempre comento quando falo de OKR, é sobre nível de simplicidade: é muito simples mas o simples é desafiador. Porque toda empresa sabe tudo que tem que fazer, sabe que tem muitas coisas que precisa resolver, mil ideias que gostaria de executar, mas transformar isso em 4 coisas, no máximo 5, que são sua prioridade é o principal desafio. Ter clareza do que tem que fazer e ter isso associado a uma integração e colaboração muito forte de um time orientado a resultado. Não o que é mais fácil fazer mas o que a empresa entende como o prioridade".



Website: http://coblue.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade