0

Mercado paga até 61% a mais para profissionais que falam uma segunda língua e aulas particulares de inglês são alternativa

9 out 2018
17h01
  • separator
  • comentários

Muito competitivo, o mercado de trabalho exige, cada vez mais, que seus profissionais tenham uma segunda ou terceira língua fluente e para quem tem essa habilidade o mercado está disposto a pagar até 61% mais para profissionais no nível de coordenação, de acordo com a 53ª edição da Pesquisa Salarial da Catho. Para quem ainda não fala uma segunda língua fluente e deseja investir nisso, é preciso escolher um dentre os diversos métodos disponíveis para alcançar este objetivo.

Muitos pensam que aulas particulares de inglês são boas apenas para alunos que já possuem um nível de inglês mais avançado, pois pode-se praticar com mais facilidade a conversação, mas e para alunos iniciantes, qual seria a melhor opção?

Segundo a professora e cofundadora do Say121 Aulas Particulares de Inglês, Virginia Drumond, aulas particulares são melhores não só para alunos avançados, "muito pelo contrário. Como qualquer outra habilidade que se queira aprender, fazer aula particular sempre é a melhor opção".

Abaixo seis pontos que devem ser avaliados pelo aluno:

1) Atenção especial
Diferente de aulas em grupo, o professor está 100% do tempo focado em ajudar o aluno a alcançar o seu objetivo, fazendo com que as aulas sejam muito mais produtivas. Cada pessoa tem um ritmo de aprendizado diferente e um dos fatores que mais desmotiva os alunos é ter que acompanhar o ritmo de um grupo, sendo um ritmo mais forte ou mais fraco. O professor particular motiva o aluno a se dedicar mais às aulas, acompanhando de perto o aprendizado e, se necessário, pode voltar alguns passos para continuar ainda mais forte.

2) Aulas programadas para o aluno
De acordo com os pontos fracos e fortes e os gostos pessoais do aluno, o professor prepara a aula pensando em tudo isso. O professor também pode fazer uso de materiais extras, como músicas e vídeos, assim é possível aprender mais rápido e de uma forma mais agradável, pois é mais divertido quando o assunto é de interesse do aluno.

3) Sem vergonha de errar
Muitos sofrem deste mal. Quando se está em um grupo, é normal não querer errar, pois não se quer demonstrar fraquezas. Fazendo aulas particulares isso não acontece, o professor é o único envolvido e o aluno se sente muito mais seguro para cometer erros, que são normais e muito importantes para o aprendizado, pois somente errando que se pode identificar os erros e corrigi-los.

4) Sem distrações de outros colegas e foco no objetivo de aprender
Diferentes objetivos, falta de interesse de alguns e diversas idades ou níveis em uma só turma, tudo isso faz com que as aulas em grupo sejam mais improdutivas que aulas particulares. Além disso, quando se está em um curso tradicional, com diversas pessoas envolvidas, o objetivo principal, que é aprender um novo idioma, pode ser esquecido ou deixado de lado em função de fatores não relevantes ao aprendizado de fato. Fazer amizades ou começar relacionamentos acaba se tornando o objetivo de alguns, deixando a meta de aprender o idioma em segundo plano ou mesmo a abandonando completamente.

5) Comodidade com aulas em casa ou escritório
Um dos motivos mais frequentes para a perda de uma aula é ter que se locomover até o curso. Cansaço, falta de tempo, trânsito, entre outros motivos, acabam fazendo o aluno faltar algumas aulas, consequentemente perdendo o conteúdo do dia e ficando para trás em relação à turma. Fazendo aulas particulares isso não acontece, pois além do aluno não precisar se locomover para o curso, mesmo que se tenha que faltar uma aula, o conteúdo não é perdido.

6) Flexibilidade de horário
Diferente de um curso tradicional, onde o aluno deve se enquadrar em um dos horários disponíveis quando uma turma é formada, com aulas particulares o aluno escolhe o dia e horário mais cômodo para estudar, além da possibilidade de reagendar os encontros quando acontece algum imprevisto.

"Estudar inglês com um Professor Particular é como se exercitar com um personal trainer ao seu lado, ele te motiva a estudar, te ensina o caminho correto e te encoraja a não desistir do seu objetivo. É importante ter um professor bem qualificado ao seu lado pois, assim como um mau personal trainer como te causar danos, um mau professor também pode. Por isso só trabalhamos com professores de alto nível e que ainda são avaliados constantemente pelos seus alunos.", diz Virginia Drumond.

Saiba mais em www.say121.com.

Foto: Shutterstock / DINO


Website: https://www.say121.com

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade