0

Dicas de segurança para os caminhoneiros nas estradas

23 out 2020
15h20
atualizado em 25/10/2020 às 23h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Quem passa a vida na estrada, ao volante de um caminhão, percorrendo boa parte dos 1,7 milhão de quilômetros de rodovias que cobrem o território nacional, sabe o valor que tem a palavra segurança. Acostumados a movimentar 60% da demanda de mercadorias do país, segundo a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), os caminhoneiros constantemente se deparam com os mais variados tipos de situações, como as más condições das estradas, os assaltos frequentes e, principalmente, as que acabam conduzindo aos acidentes.

Foto: DINO / DINO

Para que se tenha uma ideia dos riscos que correm os caminhoneiros nas estradas, as rodovias federais brasileiras registraram 67.427 acidentes em 2019, o que a bem da verdade representou uma queda de 2,6% em relação ao ano anterior. No entanto, os acidentes com vítimas (mortos e feridos) tiveram aumento de 3,3%, passando de 53.963, em 2018, para 55.756, conforme apurado pela Confederação Nacional de Transportes (CNT), com base nos registros da Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

Dentre as principais causas de acidentes rodoviários em 2019, segundo os dados da PRF, estão: falta de atenção (37,1%), desobediência às normas de trânsito (12%), velocidade incompatível com a permitida (8,9%) e consumo de álcool (8%). As maiores rodovias em extensão no Brasil, a BR-116 e a BR-101, também são as que concentraram o maior número de mortes no ano passado (670 e 656, respectivamente). 

Enfrentar (ou será desviar?) de todos esses desafios não é uma tarefa fácil, principalmente quando se está empenhado na batalha para garantir o sustento da família. Na verdade, a vida dos caminhoneiros nas estradas é muito sofrida e cheia de percalços, mas a segurança deve vir sempre em primeiro lugar, com os devidos cuidados para que tudo corra bem e eles voltem sãos e salvos para casa.

Por esse motivo, a FreteBras, uma das maiores plataformas de publicação de fretes da América Latina, que conecta 420 mil caminhoneiros via aplicativo a 10 mil empresas associadas, responsáveis pela publicação de 20 mil fretes em média diariamente, preparou algumas dicas importantes para evitar acidentes com os caminhoneiros nas estradas:

1 - Fazer a manutenção preventiva do caminhão

A garantia de ter o caminhão funcionando em perfeitas condições não tem preço e diminui as chances de problemas para os caminhoneiros nas estradas. A redução de defeitos traz ainda maior economia quando se estabelece uma rotina de manutenção preventiva. Em cada reparação programada são verificadas as condições de peças e sistemas do veículo, o que permite identificar avarias ou antecipar a troca de componentes que estão no último estágio de vida útil. 

A checagem do nível do líquido de arrefecimento, da pressão de calibragem dos pneus e do estado da banda de rodagem pode ser considerada uma obrigação desses profissionais antes de qualquer viagem. Além disso, freios e faróis também devem fazer parte da lista dos itens que deve estar sempre em dia. 

2 - Planejar as viagens 

Esse é um dos cuidados mais importantes que o caminhoneiro pode adotar para aumentar a segurança no trabalho. Ele pode começar por planejar a rota e escolher as rodovias, pesquisando as melhores formas de chegar até o destino contratado, sempre de olho nas informações sobre interdições e obras. Vale lembrar que as rotas desconhecidas podem ter menos movimento e cuidados, o que aumenta os riscos. 

Os caminhoneiros nas estradas podem definir também os melhores horários para passar pelos centros urbanos que têm pela frente e programar as paradas mais seguras para abastecer, alimentar-se e descansar. Encostar o caminhão em locais ermos e mal sinalizados em vez de seguir até o posto de gasolina mais próximo é dar chance para o azar.

3 - Descansar e se alimentar bem 

Para cumprir prazos, muitos caminhoneiros acabam dirigindo horas a fio sem descanso. Mas a lei determina que o motorista não dirija por mais de 5h30 sem intervalo e que a cada seis horas na direção faça uma parada de no mínimo 30 minutos. Os pontos de controle, onde o motorista deverá parar de qualquer forma, podem ser uma boa opção para descanso.

Além disso, alimentar-se de forma saudável e não encher muito o prato antes de pegar a estrada ajuda a evitar aquela sonolência, geralmente causada pela alta concentração de sangue no estômago e baixa no cérebro, responsável por graves acidentes. Beber dois litros de água por dia também ajuda a garantir a segurança dos caminhoneiros nas estradas, evitando a desidratação que pode causar tontura ou até desmaio. 

4 - Obedecer a legislação de trânsito

Como profissionais, os caminhoneiros nas estradas precisam encarar o ato de dirigir com muito mais responsabilidade. Obedecer as leis de trânsito e os limites de velocidade da rodovia é obrigação dos motoristas em geral, mas principalmente desses profissionais, e o melhor caminho para uma condução mais eficiente e segura. 

Se o prazo for curto, o planejamento certamente ajuda mais do que dirigir em alta velocidade, com sono ou sob efeito de estimulantes, fatores que só fazem aumentar os riscos de acidentes. Agir com cautela, principalmente quando o lugar é desconhecido, é o mais indicado. Vale lembrar que a legislação também considera grave a infração de quem usa o celular enquanto está ao volante. E dirigir com apenas uma das mãos, além de gerar riscos de acidente e pode render sete pontos na carteira.

5 - Manter distância segura dos veículos

Essa é uma conduta importante para todos os caminhoneiros nas estradas, pois se algo exigir uma redução brusca de velocidade e houver outro veículo a uma distância relativamente curta, isso pode resultar em uma colisão. E ela acontece pelo tempo que o cérebro demora para processar a informação e comandar a reação (nesse caso, a frenagem). 

Durante esse intervalo, dependendo da velocidade, o caminhão continua rodando por um percurso considerável chamado de distância de reação. Para completar o quadro, há a distância necessária para que os freios parem o veículo (distância de frenagem) depois de acionados. A coisa piora nas situações de chuva ou pistas molhadas em que o risco de aquaplanagem, derrapagem e colisão traseira é ainda maior, principalmente se o caminhão estiver em alta velocidade. Por isso, manter um distanciamento seguro dos outros veículos e evitar afundar o pé no acelerador colabora, e muito, para evitar acidentes.

6 - Sinalizar sempre

Se o veículo precisa de reparos, sinalizar a via é uma obrigação dos caminhoneiros nas estradas, determinada pelo Código de Trânsito e um cuidado indispensável para evitar acidentes. O ideal é parar o caminhão sempre em trechos em que a estrada é uma reta e a visibilidade é maior, sinalizando a pista a uma distância razoável para que os outros motoristas possam perceber o obstáculo à frente. Para isso, além do triângulo, podem ser utilizados galhos de plantas ou qualquer outro recurso à disposição, desde que se garanta uma boa visibilidade. 

Vale ressaltar também a importância de utilizar outros instrumentos de sinalização do veículo, quando em movimento, para avisar as intenções do motorista, como as setas, o farol alto e o pisca-alerta, que ajudam na redução dos riscos.

Não é difícil perceber que os cuidados para evitar acidentes e garantir mais segurança nas estradas estão longe de ser um bicho de sete cabeças. É claro que existem muitas variáveis que podem interferir diariamente nos caminhos e na postura desses profissionais, mas muitas vezes algumas atitudes simples, ou a disposição para outras mais complexas, podem melhorar o cenário nas rodovias brasileiras, diminuindo ou controlando riscos, proporcionando uma boa viagem aos caminhoneiros nas estradas. As famílias agradecem. 

Quem quiser saber mais sobre a FreteBras, é só acessar: www.fretebras.com.br



Website: http://www.fretebras.com.br

Veja também:

Motociclistas ficam feridos em acidente na Avenida Brasil
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade