0

Desenvolvimento sustentável na decoração parte da versatilidade dos móveis

9 set 2019
17h42
atualizado em 10/9/2019 às 12h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Quando se fala em desenvolvimento sustentável, a ideia é pensar como as necessidades atuais podem ser supridas, garantindo que as gerações futuras também sejam atendidas. Isso estimula que as escolhas, inclusive na decoração, sejam voltadas ao reuso, a reutilização ou mesmo a itens com maior durabilidade e que não sejam facilmente descartados. Em todas as esferas isso é importante e em casa não seria diferente.

Foto: DINO / DINO

Uma construção com base no desenvolvimento sustentável exige consciência e responsabilidade. Embora os materiais utilizados na obra também tenham grande influência, ainda é possível explorar algo mais na decoração. Isso significa selecionar móveis adequados, sem deixar de lado o estilo e a personalidade. Pensando nisso, ser minimalista é uma boa opção. Não há o que combine mais com o desenvolvimento sustentável do que o desapego ao exagero. É perfeitamente possível montar um espaço bonito e aconchegante com poucos itens, desde que escolhidos de forma estratégica.

A SOS Móveis Antigos explica que existem móveis que podem ser utilizados com mais de uma utilidade, o que o torna versátil e sustentável. "Uma única cômoda permite que se guarde dentro dela roupas e sapatos, enquanto em cima, cremes e produtos de beleza, sem contar que pode ser um belo objeto de decoração", conta a empresa que reforça a importância de agregar valor às pequenas coisas. Os móveis antigos são muito propensos ao desenvolvimento sustentável, até porque têm uma durabilidade muito maior. "Muitas pessoas aproveitam peças de geração em geração. Além de diminuir a necessidade de novas compras, elas são capazes de valorizar relações afetivas e trazer um toque vintage para o espaço", reforça.

No momento da compra dos materiais, caso seja realmente necessária, outra dica interessante para garantir o desenvolvimento sustentável é optar pelos que possuem baixo impacto ambiental e ecológicos. Hoje em dia, muitos fabricantes têm se preocupado com isso e com a crescente demanda por produtos ecológicos. Certifique-se da procedência deles como pelos rótulos, normas e certificações que ajudem a identificar se foram fabricados de forma consciente.

Como em qualquer projeto de decoração, a criatividade não pode ser deixada de lado. O gosto por cores e tendências deve ser levado em consideração e podem ajudar. O reaproveitamento de materiais, como mencionado acima, é muito importante. É possível decorar o mesmo ambiente e com os mesmos itens mais de uma vez, basta explorar a criatividade. Essa é uma ideia de projeção para a longevidade, que significa pensar em espaços duráveis e atemporais. Para tanto, o investimento em qualidade, muito mais que quantidade é bastante válido, bem como explorar elementos clássicos e que se adaptem facilmente a todas as situações. Simplicidade e funcionalidade para os adereços também precisam ser levados em consideração.

Buscar móveis com fácil manutenção é outra forma de garantir o desenvolvimento sustentável dentro da decoração. Isso porque quando os espaços são difíceis de manter, faz-se necessárias muitas mudanças que acabam resultando na aquisição de mais consumo de recursos e lixo. Belos e lindos tapetes são muito bem-vindos na decoração e eles possuem um charme especial. Além disso, também funcionam como isolantes de som e são capazes de reduzir o ruído, além de melhorar a qualidade do ar. "Para compor uma decoração sustentável basta olhar para os móveis de maneira diferente e os transformar em itens completamente versáteis, reduzindo gastos e impactos ambientais", finaliza a SOS Móveis Antigos.



Website: http://www.sosmoveisantigos.com.br/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade