0

Check up oftalmológico é eficaz na prevenção de problemas de visão

Dia 10 de julho é o Dia Mundial da Saúde Ocular

12 jul 2020
21h42
atualizado às 21h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Hoje, dia 10, é celebrado o Dia Mundial da Saúde Ocular, data estabelecida para chamar a atenção para a importância dos cuidados com a saúde dos olhos e mostrar à população os benefícios das medidas preventivas. Problemas de visão podem acarretar consequências no dia a dia - como perdas de oportunidades no mercado de trabalho, deficiências na aprendizagem e acidentes -, quando não é procurada ajuda médica. A prevenção pode fazer a diferença na qualidade de vida das pessoas. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, cerca de 50 milhões de brasileiros sofrem com algum tipo de distúrbios de visão. Deste número, 60% dos casos são de cegueira e deficiência visual que, se fossem tratados com antecedência, poderiam ter sido evitados.

Foto: Divulgação / DINO

"Há doenças sem sintomas que podem levar a perda significativa da visão. A consulta anual previne esse tipo de problema e muitos outros. Uma consulta preventiva anual torna possível o diagnóstico precoce e a prevenção", afirma Jaime Guedes, sócio do Eye Center 24 horas, empresa do Grupo Opty. O exame anual é importante também em crianças. De acordo com levantamentos do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), 20% das crianças em idade escolar apresentam problemas de visão, como miopia.

"Problemas visuais podem ser imperceptíveis aos pais e difíceis de serem notados por crianças pequenas, mas ainda assim podem afetar o aprendizado. Por isso, o check up oftalmológico anual é importante em todas as idades", diz Bruno Fontes, presidente da Associação Brasileira de Catarata e Cirurgia Refrativa e sócio da Lúmmen Oftalmologia, outra empresa do Grupo Opty. No Brasil, mais de 1,2 milhões de pessoas são cegas. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que em 60% a 80% dos casos a cegueira é resultado de causas previsíveis e/ou que poderiam ser tratadas. "Por isso a realização de exames oftalmológicos periódicos é decisiva", reforça.

Abaixo, alguns depoimentos de pacientes que superaram problemas de visão e que mostram como a oftalmologia, com os cuidados e os avanços tecnológicos, pode melhorar o dia a dia das pessoas:


Cega de um olho e descolamento de retina no outro

Naipes Xavier da Silva, 61 anos, é uma professora aposentada que já passou por diversos problemas de visão ao longo da vida. Em uma queda grave, aos seis anos de idade, perdeu a visão do olho direito, o que tornou os cuidados com o olho esquerdo ainda mais importante. Isso não a impediu de estudar e, mesmo carente, da zona rural de Riacho de Santana, na Bahia, se graduar em Pedagogia. Diabética, no entanto, em 2007, começou a perceber que havia algo errado com o olho esquerdo, com a perda de visão evoluindo muito rapidamente. "Quando olhava para a claridade, era como se estivesse caindo uma neblina, depois passei a ver flashes. Procurei um oftalmologista, que disse que poderia ser vista cansada, em um primeiro momento. Isso foi uns 15 dias antes de eu ficar cega", relembra. Posteriormente encaminhada com urgência a um especialista, Naipes percorreu 1.000 quilômetros até Brasília, para se consultar com o Dr. Renato Braz Dias, uma indicação do oftalmologista de Bom Jesus da Lapa, na Bahia. "Sem condições financeiras e sem acompanhante, conseguiram para mim um carro da Prefeitura para me levar.Foi quando o Dr. Renato fez a cirurgia do meu olho: tinha descolamento da retina. Eu fiquei em Brasília por quatro dias. E voltei para casa enxergando".

Seguindo as orientações no pós-operatório, se recuperou rapidamente, mas o problema voltou a acontecer dois anos depois, sendo novamente necessário realizar o procedimento cirúrgico, com sucesso. "Hoje sei ainda mais o quanto é importante a prevenção. Como eu só enxergava com um olho antes desse problema, eu sempre ia ao oftalmologista, duas vezes por ano. Hoje estou bem, vou a consultas e exames a cada dois ou três meses, na minha cidade, e uso os medicamentos indicados, para fazer um acompanhamento de glaucoma, que surgiu posteriormente, para a doença não evoluir. O Dr. Renato Braz Dias é uma bênção em minha vida", conclui.

Naipes Xavier da Silva foi atendida no INOB, empresa do Grupo Opty no Distrito Federal.

Sem sintomas, prevenção indicou a doença
Descolamento da retina também foi o problema enfrentado por Patrícia Teles, 37 anos, coordenadora de Recursos Humanos, que não apresentava sintomas. Foi a Dra. Milena Chibana que viu a gravidade do seu problema e a encaminhou para exames mais específicos. "Nesse dia que a conheci, tive a certeza que existem médicos que fazem o que gostam, que fazem de tudo para salvar e ajudar o seu paciente. Ela me passou tanta segurança, mostrou que não mediria esforços para salvar minha visão", conta. Como seu caso não respondeu bem a inúmeras sessões de laser, a solução apontada foi tentar um tratamento, uma aplicação de gás (retinopexia pneumática) no interior do olho para obstruir a fissura, antes de partir para uma cirurgia. Procedimento delicado, Patrícia ficou 15 dias em repouso absoluto e praticamente o tempo todo em uma posição desconfortável, com a cabeça abaixada, sempre olhando para baixo. O esforço deu resultado. "Foi a melhor notícia da minha vida, não ia precisar fazer a cirurgia", relembra a paciente, que mantém o acompanhamento médico.

"Fazia acompanhamento com frequência e, se não fizesse consultas preventivas, não teria descoberto o descolamento em tempo e poderia ter ficado cega.Por isso, falo para todos, acompanhamento com o oftalmologista é essencial", diz Patrícia, que também destaca a importância de procurar clínicas bem equipadas e preparadas para atendimentos de maior complexidade.

Patrícia Teles foi atendida no HCLOE, empresa do Grupo Opty em São Paulo.




Website: http://www.lummenoftalmologia.com.br

Veja também:

As novas armas de Trump para reverter baixa popularidade às vésperas da eleição
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade