1 evento ao vivo

CAIXA recebe primeiras solicitações de financiamento imobiliário de forma 100% online

31 out 2020
01h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A CAIXA passou a receber e a dar encaminhamento a operações de crédito imobiliário de forma 100% online, a partir de imóveis anunciados e em processo de venda no Salão DFimoveis.com, patrocinado pela instituição financeira e que será encerrado hoje (30/10). O salão também é realizado totalmente em ambiente virtual (site salaodfimoveis.com) tendo recebido, desde o dia 20/10, 700 mil buscas por 70 mil visitantes; 40 mil leads, ou seja, contatos de interessados em negociar a compra após as buscas online; e 4 mil simulações de financiamento junto à CAIXA.

Foto: DINO / DINO

A novidade sobre os processos 100% online para crédito imobiliário foi dada por Ramon Cachoeira, superintendente Executivo de Habitação da CAIXA, em solenidade virtual organizada no salão imobiliário. Segundo ele, o modelo 100% online está "aderente com o momento. A originação digital (de financiamentos imobiliários) é realidade (para a CAIXA)", afirmou.

Esta é uma estratégia da CAIXA para ampliar seu share de mercado, atualmente, em 70%, segundo o dirigente. Com o processamento do financiamento online, desde a simulação até a liberação do dinheiro para o solicitante, a proposta da CAIXA é "estar cada vez mais próximo do mercado imobiliário", afirmou Ramon.

Ramon Cachoeira disse que as solicitações de financiamento para imóveis em oferta no Salão DFimoveis.com deverão ocorrer até o final do ano, já que muitos negócios imobiliários têm maturação mais prolongada do que outros tipos de processos de compra e venda.

R$ 300 milhões em negócios

Os organizadores concordam com o superintendente da CAIXA e projetam gerar, a partir das interações virtuais entre vendedores e compradores, até dezembro próximo, mais de 500 transações imobiliárias com um volume de venda de R$ 300 milhões aproximadamente.

Buscas, negociação, financiamento e registro de escritura - tudo online

As principais atividades relacionadas ao processo de compra de imóvel podem ser feitas online no Salão DFimoveis.com: a busca pelo imóvel desejado e na localização de preferência; a visita virtual às unidades com fotos e vídeos; a negociação com corretores/imobiliárias; a simulação e até a contratação de financiamento junto à CAIXA (após aprovação cadastral e outras etapas); e o registro da escritura no cartório. Esse sistema inédito em salões imobiliários aumenta a segurança das pessoas durante a pandemia, além de agilizar toda a burocracia envolvida.

SECOVI-DF aponta aquecimento dos negócios imobiliários

"Na verdade, o salão imobiliário não está se encerrando neste dia 30. A movimentação de negócios que ele proporcionou ainda vai repercutir nos próximos meses, movimentando negócios em uma grande cadeia produtiva ligada às construtoras", disse Ovídio Maia, presidente do Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI-DF), uma das entidades apoiadoras do salão, no mesmo webinar.

Para Marcelo Ramos, CMO do portal imobiliário DF Imóveis e organizador do salão, o setor da construção, que inclui a indústria imobiliária, é "a maior empregadora do Distrito Federal e principal segmento que movimenta a economia regional. Há todo um mercado que orbita à sua volta, como empresas de reforma, de venda de móveis, de decoração, de arquitetura, profissionais autônomos de marcenaria, serviços elétricos, entre tantos. Ao movimentar a construção, como fazemos com este salão, ajudamos a movimentar também uma cadeia produtiva gigante e, melhor ainda, toda ela nacionalizada, do começo ao fim, com poucos insumos importados".

Ovídio Maia, do SECOVI-DF, lembrou que o mercado imobiliário no Distrito Federal está aquecido e que o salão 100% virtual criou ainda mais estímulos para elevar o nível de vendas. O dirigente informou que os dados de arrecadação do Governo local (GDF) com o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) em setembro deste ano foi muito superior ao de setembro de 2019: R$ 53 milhões ante R$ 31,7 milhões em 2019.

Outro dado que indica aquecimento nas vendas imobiliárias é que nesta 5ª feira (29/10), o Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Distrito Federal (CRECI-DF) habilitou 115 novos corretores profissionais. "É mais do que o dobro do total mensal no início deste ano", disse o presidente do CRECI-DF Geraldo Nascimento.

Também participaram do webinar Eduardo Aroeira, presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal e (ADEMI-DF), além de Allan Guerra, presidente da seção DF da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (ANOREG-DF).

Ofertas de imóveis online para várias faixas de renda

No salão que se encerrará hoje há ofertas para várias faixas de renda, de R$ 123 mil a R$ 40 milhões. No formato online, os compradores podem conhecer maior quantidade de imóveis, programando as eventuais visitas presenciais apenas para as unidades pré-selecionadas. É uma jornada de compra mais assertiva e segura do que no modelo presencial.

Para isso, durante a visita virtual, o comprador tem à sua disposição vários filtros no site do Salão para agilizar sua busca até encontrar o imóvel desejado: casa, apartamento, lote; imóvel com 1 a 4 ou mais quartos; busca por preço, por localização no DF, inclusive com localização extremamente específica, identificando inclusive o bloco da quadra desejado, assim como o conjunto onde deve estar situada a casa.

Depois de pesquisar e ver fotos e vídeos do imóvel selecionado (alguns até permitem visita em 3D), cada comprador poderá receber informações adicionais do corretor ou da empresa vendedora, visitar o imóvel in loco, seguindo as regras de segurança, e definir os próximos passos para a compra, lembrando que a negociação poderá vir a ser financiada.

Veja também:

Polícia Federal incinera aproximadamente 300kg de drogas em Curitiba
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade