0

Inglaterra alivia distanciamento e reabrirá pubs e hotéis

Boris Johnson anunciou que clubes noturnos, academias em locais cobertos e piscinas continuarão interditados

23 jun 2020
11h30
atualizado às 11h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse nesta terça-feira que pubs, restaurantes e hotéis poderão reabrir na Inglaterra no início do mês que vem, quando a regra de distanciamento social for reduzida a 1 metro, contanto que "mitigações" estejam em vigor.

Premiê britânico, Boris Johnson, se reúne com membros do seu governo no jardim da residência oficial no Nº10 de Downing Street, Londres
 22, 2020. Andrew Parsons/10 Downing Street/via REUTERS
Premiê britânico, Boris Johnson, se reúne com membros do seu governo no jardim da residência oficial no Nº10 de Downing Street, Londres 22, 2020. Andrew Parsons/10 Downing Street/via REUTERS
Foto: Reuters

A economia britânica foi abalada pelo isolamento adotado para deter a disseminação da covid-19, e embora varejistas não essenciais tenham recebido permissão para reabrir na semana passada, muitos negócios, particularmente dos setores de hospitalidade e lazer, permanecem fechados.

Ao relaxar a regra de distanciamento social de 2 metros para um - contanto que existam mitigações, como o uso de máscaras e de telas de proteção -, Johnson disse que muitos negócios podem reabrir a partir de 4 de julho.

"Dada a queda significativa da prevalência do vírus, podemos mudar a regra de distanciamento social de 2 metros a partir de 4 de julho", disse o premiê ao Parlamento.

As mudanças permitirão que duas famílias se reúnam em qualquer situação e que cabeleireiros voltem a funcionar, assim com a maioria dos locais de entretenimento e atrações turísticas, como parques temáticos - mas clubes noturnos, academias em locais cobertos e piscinas continuarão interditados.

Johnson disse que nem todas as restrições podem ser suspensas de uma vez, e as pessoas terão que continuar sendo vigilantes e recorrendo ao bom senso.

O Reino Unido tem uma das maiores taxas de mortalidade da covid-19 do mundo, mas o número de casos vem diminuindo de forma constante nas últimas semanas. Na segunda-feira, autoridades de saúde relataram 15 mortes novas, o menor aumento desde meados de março.

O número diário de mortes atingiu o pico em abril, quando passou de mil durante nove dias.

Veja também:

Por apoio à CPMF, Guedes vai propor cortar à metade tributos sobre salários
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade