0

Estado do Rio amplia restrições em várias cidades

Quatro dos cinco municípios fluminenses com maior incidência da doença acirram medidas para conter circulação de pessoas

12 mai 2020
07h15
atualizado às 07h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Niterói, São Gonçalo, Nova Iguaçu e a capital carioca têm juntas mais de 13.400 infectados pelo novo coronavírus, segundo dados oficiais, e passaram a adotar mais restrições a circulação de pessoas em pontos importantes de cada região. Essas são quatro das cinco cidades mais afetadas pela covid-19 no Estado – a outra é Duque de Caxias. Desde as primeiras horas desta terça (12), o município do Rio, por exemplo, proíbe a passagem de veículos particulares por 11 de seus bairros para quem não mora nas respectivas localidades.

Niterói, que já interditou a Praia de Icaraí, amplia medidas restritivas a fim de conter expansão da covid-19
19/03/2020
REUTERS/Pilar Olivares
Niterói, que já interditou a Praia de Icaraí, amplia medidas restritivas a fim de conter expansão da covid-19 19/03/2020 REUTERS/Pilar Olivares
Foto: Reuters

Os bairros com essas restrições são Santa Cruz, Realengo, Guaratiba, Taquara e Freguesia, na zona oeste, Tijuca (Praça Saens Peña), Méier, Grajaú, Pavuna, Madureira e Cascadura, na zona norte. Curiosamente, a prefeitura não determinou esse lockdown parcial em nenhuma área da zona sul da cidade, que tem quatro bairros entre os dez com mais casos da doença.

Em Niterói, barreiras foram montadas em várias vias de acesso à cidade já nessa segunda (11), também com ordem expressa da prefeitura local de só permitir a livre passagem de veículos se houvesse a comprovação de que se tratavam de moradores.

Já em São Gonçalo, ruas do centro comercial amanheceram nesta terça fechadas por guardas municipais. O calçadão de Alcântara, distrito do município, por onde circulam milhares de pessoas diariamente, foi bloqueado com grades e a orientação das autoridades era abordar pedestres para saber se tinham extrema necessidade de andar por ali. Se não comprovassem isso, recebiam a recomendação de voltar para casa.

Num primeiro momento, a prefeitura gonçalense não determinou a aplicação de multas para quem fosse flagrado no centro comercial desobedecendo a ordem de recolhimento. Mas isso pode mudar.

Também em Nova Iguaçu medidas restritivas passaram a vigorar desde segunda (11), com rigidez na permissão de acesso de carros particulares e pedestres às ruas do centro da cidade. Para transpor essas barreiras sanitárias é preciso mostrar algum documento que ateste que a pessoa tem ou vai à procura de algum comércio essencial ou que seja morador dali.

Veja também:

Coronavírus: experimento japonês mostra rapidez com que vírus se espalha em restaurante
Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade