0

Vem aí o mais longo eclipse do século 21!

Um eclipse solar parcial ocorre em 13 de julho e um eclipse lunar total poderá ser apreciado nos dias 27/28 de julho de 2018

12 jul 2018
22h51
  • separator
  • comentários

O ano de 2018 tem vários eventos astronômicos especiais. No verão tivemos duas Luas cheias Blue Moon, uma em janeiro e ou outra em março, o que só vai se repetir daqui a 19 anos, em 20137. A segunda Lua cheia dentro de um mês do calendário é chamada de Lua cheia Blue Moon. Esta é a definição mais aceita uma Blue Moon e duas Luas Blue Moon no mesmo ano, como em 2018, só ocorre 3 a 5 vezes em um século.

Já ocorreu um eclipse total lunar em 31 de janeiro e brevemente, entre os dias 27 e 28 de julho de 2018, teremos outro eclipse total da Lua. Mas este segundo eclipse lunar total está sendo muito aguardado porque é considerado o mais longo eclipse do século 21! A duração total será de 103 minutos e será visível em muitas áreas do planeta, inclusive em grande parte do Brasil.

Mas um eclipse nunca ocorre sozinho, isolado. Eclipses solares acontecem próximos de eclipses lunares. Em geral ocorrem dois eclipses seguidos, mas podem ocorrer até três eventos muito próximos. O eclipse solar ocorre aproximadamente duas semanas antes ou duas semanas depois de um eclipse lunar.

O eclipse lunar especial de 27/28 de julho de 2018 será o segundo da temporada. Veja as datas dos eclipses lunares e solares de 2018:

31 de janeiro de 2018 - eclipse lunar total

15 de fevereiro de 2018 - eclipse solar parcial

13 de julho de 2018 - eclipse solar parcial

27/28 de julho de 2018 - eclipse lunar total

11 de agosto de 2018 - eclipse solar parcial

Foto de Pousada Arco-Íris, São Tomé das Letras (MG)

Eclipse solar parcial de 13 de julho de 2018

Na sexta-feira, 13 de julho de 2018, ocorre um eclipse solar parcial. Porém, o evento só será visível numa pequena área do planeta entre o extremo sul da Austrália e a Antártica.

Visualização do eclipse solar de 13/7/2018

Eclipse lunar total de 27/28 de julho de 2018

O segundo eclipse lunar total de 2018 será visível, total ou parcialmente em na Austrália, Ásia, África, Europa e América do Sul. Quem estiver nos Estados Unidos, no Canadá, Groenlândia, México e a maioria das áreas da América Central não verá nenhuma fase deste eclipse.

Na próxima semana o site da Climatempo dará mais informações sobre este eclipse lunar total tão especial. Será possível ver o eclipse em todo o Brasil, mas não em todas as suas fases.

Eclipse melhora a visualização de Marte

Quando ocorre um eclipse total lunar, a noite fica mais escura, o que possibilita a melhor visualização de outros astros. Durante o eclipse dos dias 27 e 28 de julho, Marte estará muito próximo da Lua eclipsada e será possível ver melhor o planeta vermelho. Dá para ver a olho nu!

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade