0

Umidade do ar cai abaixo de 20% em Mato Grosso

Região central do país está muito seca e quente

8 ago 2019
09h14
atualizado às 14h30
  • separator
  • 0
  • comentários

A massa de ar seco que cobre a região central Brasil derrubou ainda mais os índices de umidade no Centro-Oeste. Neste início de tarde de quinta-feira (08), grande parte do estado de Mato Grosso entrou em atenção por causa do ar seco. Por volta das 14 horas, horário de Brasília, a umidade relativa do ar baixou para 19% em Gaúcha do Norte. Em São José do Rio Claro e Tangará da Serra, o índice de umidade era de 20%, e 21% em Juara. As informações são do Inmet - Instituto Nacional de Meteorologia. 

De acordo com os meteorologistas da Climatempo, amanhã (09) toda região central do Brasil, principalmente, Brasília, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, grande parte de Minas Gerais, São Paulo e Bahia serão marcados pelo sol, calor e tempo seco. A população deve estar atenta aos índices de umidade relativa do ar que podem alcançar novamente índices abaixo de 20% em algumas localidades do Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e Norte.

Ar seco preocupa população

Os principais efeitos da baixa umidade são secura na garganta e nos olhos e problemas respiratórios. O ar seco é preocupante, já que no outono/inverno, é comum a umidade relativa do ar nas grandes cidades cair até abaixo dos 30%. O ideal, de acordo com a recomendação da OMS - Organização Mundial de Saúde, é que ocorra uma variação entre 50 e 80%. É por isso que, quando os níveis estão entre 20 e 30%, as regiões entram em estado de atenção.

A população deve se manter informada com a defesa civil de seus estados, mas independentemente de qualquer aviso, a hidratação através da ingestão de muito líquido torna-se importante. Além de uma boa hidratação deve se evitar atividades físicas ao ar livre no período entre 10 e 17h, além de evitar grandes aglomerações. 

Foto: Climatempo
Foto: Gean Carlos Castanheira/MT
Climatempo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade