PUBLICIDADE

Rio Negro deixa cota de inundação severa

Rio Negro segue em processo de vazante mas ainda são observados pontos de inundação no município de Manaus

5 ago 2021 14h52
| atualizado às 15h15
ver comentários
Publicidade

Foto: iStock

O Rio Negro alcançou neste ano de 2021 a maior cheia dos últimos 119 anos em Manaus. Desde o mês de abril os rios registram cota de inundação severa ao longo de toda a bacia amazônica de acordo com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

Em Manaus, o Rio Negro ultrapassou o valor histórico da cheia de 2012, que foi de 29,97 metros e conseguiu atingir os 30,02 metros entre os dias 16 e 20 de junho deste ano. Após atingir a cota de inundação severa, o nível do rio começou e deve continuar caindo ao longo das próximas semanas.

Nível do rio deve ficar abaixo dos 27m para ser considerado normal 

Na atualização do nível do Rio Negro desta quinta-feira (05), a cota máxima está em 28,67 metros. Ou seja, já baixou quase 2 metros, se comparado ao período de quando atingiu a cota de 30,02 metros, e segue em processo de vazante.

Apesar do rio ter deixado a cota de inundação severa, as águas continuam na chamada cota de inundação, pois ainda são observados pontos de inundação no município de Manaus. O nível do rio deve ficar abaixo dos 27 metros para entrar no patamar considerado normal para a cheia.

Tendência para o fim de semana na Região 

Nesta sexta-feira (6), o céu fica encoberto com chuva a qualquer momento norte do Amazonas, o que inclui a capital Manaus. O sul do estado segue com tempo mais firme. Entre o sábado (07) e o domingo ainda chove na metade norte do Amazonas, mas os acumulados são menores e a precipitação acontece de forma pontual e passageira.

Climatempo
Publicidade
Publicidade