1 evento ao vivo

Cientistas encontram pendrive com fotos de família em fezes de foca: 'É muito preocupante'

Amostra de fezes que seria usada em pesquisa na Nova Zelândia ficou congelada durante um ano e revelou imagens de família em férias, além de fotos e vídeos de animais. Ingestão de plástico por animais preocupa.

6 fev 2019
09h00
atualizado às 09h27
  • separator
  • comentários

Uma amostra congelada de fezes de foca para uso em uma pesquisa científica na Nova Zelândia levou à improvável descoberta de um pendrive cheio de fotos e vídeos de uma família, aparentemente de férias.

Foto de arquivo mostra foca-leopardo, a mesma espécie que teria ingerido o pendrive descoberto na Nova Zelândia
Foto de arquivo mostra foca-leopardo, a mesma espécie que teria ingerido o pendrive descoberto na Nova Zelândia
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

A amostra, conhecida como scat, permaneceu armazenada por mais de um ano antes de ser descongelada.

Os pesquisadores analisam as fezes desses animais para avaliar a saúde e a dieta deles nas águas da Nova Zelândia.

O que havia no pendrive

O pendrive está totalmente funcional e contém, além de imagens de leões-marinhos e de focas, o vídeo de uma mãe brincando com o bebê.

A amostra das fezes que levou às imagens foi apresentada por um veterinário que monitorava uma foca-leopardo de aspecto doentio na praia de Oreti Beach, na cidade de Invercargill, Ilha Sul da Nova Zelândia.

O dispositivo estava em boas condições "considerando de onde veio", informou em seu site o Instituto Nacional de Pesquisas Atmosféricas e Aquáticas (NIWA, na sigla em inglês).

Os pesquisadores deixaram o material secar durante algumas semanas antes de investigarem o conteúdo.

O plástico que preocupa

A descoberta do pendrive, entretanto, é motivo de preocupação.

"É muito preocupante que esses incríveis animais da Antártida tenham plástico assim dentro deles", disse a voluntária Jodie Warren.

A presença de resíduos plásticos vem aumentando rapidamente nos oceanos do mundo.

Pesquisadores já haviam mostrado que várias espécies marinhas, desde os menores animais até baleias gigantes, acabam ingerindo esses resíduos, entre outros motivos, porque sentem neles cheiro de comida.

Eles também podem ingeri-los acidentalmente quando, ao se alimentar, engolem fragmentos que estão na área.

O dono do pendrive misterioso não foi localizado.

Em seu perfil no Twitter, o NIWA publicou um chamado junto a um vídeo em que aparece o pé de uma pessoa enquanto ela filma, de dentro de um caiaque azul, duas focas nadando.

"O NIWA está procurando o dono de um pendrive encontrado nas fezes de uma foca-leopardo…Reconhece este vídeo? Cientistas analisando uma amostra dessas fezes se depararam com essa descoberta inesperada - um pendrive cheio de fotos e ainda funcionando devidamente!"

"A única pista de quem pode ter feito as imagens é a ponta do caiaque azul", disse o NIWA.

O centro de pesquisa acrescentou que o retorno do pendrive viria com um preço - uma nova amostra de fezes para continuar suas pesquisas.

"Quanto mais pudermos descobrir sobre essas criaturas, mais poderemos garantir que elas sejam protegidas".

A foca-leopardo é a maior das focas que vivem na Antártida, pode medir mais de 3 metros e pesar mais de 500 kg.

A foca-leopardo é a maior das focas que vivem na Antártida
A foca-leopardo é a maior das focas que vivem na Antártida
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

Veja também

 

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • comentários
publicidade