0

Califórnia: ataque a tiros deixa mortos em festa de quintal

Polícia ainda busca suspeitos, no segundo ataque com arma de fogo em poucos dias no estado americano

18 nov 2019
07h59
atualizado às 09h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Amigos e familiares assistiam a jogo de futebol em Fresno quando um ou mais atiradores invadiram casa e abriram fogo. Polícia ainda busca suspeitos, no segundo ataque com arma de fogo em poucos dias no estado americano. Quatro pessoas morreram e ao menos seis ficaram feridas neste domingo (17/11) em um novo ataque com arma de fogo no estado da Califórnia, nos Estados Unidos.

Familiares e amigos assistiam a um jogo de futebol no quintal de uma residência quando o local foi invadido. As autoridades ainda não sabem informar se a ação foi perpetrada por um ou mais atiradores. Até esta segunda-feira, nenhum suspeito havia sido preso pela polícia.

O crime ocorreu pouco antes das 20h (horário local) de domingo na cidade de Fresno, a cerca de 320 quilômetros ao norte de Los Angeles.

Dez pessoas foram atingidas por tiros; quatro morreram, e seis estão internadas, mas não correm risco de morte
Dez pessoas foram atingidas por tiros; quatro morreram, e seis estão internadas, mas não correm risco de morte
Foto: DW / Deutsche Welle

"O que sabemos é que era uma reunião entre familiares e amigos em um quintal. Todos estavam assistindo a jogo de futebol quando suspeitos que desconhecemos se aproximaram da residência, invadiram o quintal e abriram fogo", disse o porta-voz da polícia de Fresno Bill Dooley.

Três pessoas morreram no local, e uma quarta vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Os outros seis feridos estão internados, mas não correm risco de morte.

Todas as dez vítimas baleadas eram homens asiáticos entre 25 e 35 anos, segundo informações do vice-chefe de polícia de Fresno, Michael Reid.

"Nossos corações estão com os familiares das vítimas. É uma violência sem sentido. Vamos fazer de tudo para encontrar os responsáveis e fazer justiça", declarou Reid.

De acordo com a polícia, além de o número de atiradores ainda ser investigado, não é possível afirmar se o caso tem relação com uma possível desavença entre membros de gangues locais.

O porta-voz Dooley disse que agentes estão em busca de imagens de câmeras de segurança e testemunhas que possam ajudar a localizar os suspeitos.

Ataques com armas de fogo têm sido frequentes nos Estados Unidos, e também no estado da Califórnia, no oeste do país.

Na última quinta-feira, 14 de novembro, duas pessoas morreram e três ficaram feridas depois que um aluno abriu fogo na escola Saugus High School, em Santa Clarita, 80 quilômetros ao norte de Los Angeles. Após atirar contra colegas, o garoto disparou contra si próprio e foi levado a um hospital, mas acabou morrendo dois dias após o ataque.

Em 7 de novembro, completou-se um ano de um massacre em um bar em Thousand Oaks, que deixou 12 mortos, incluindo um policial que tentou intervir. O atirador foi encontrado morto no estabelecimento. Outras dez pessoas ficaram feridas.

Veja mais:

 

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade