Bolsonaro agora admite corrupção no governo: 'Casos isolados'

17h41 (atualizado às 17h57)

Após três anos e seis meses de reiterada defesa de que não há corrupção no governo federal, apesar de denúncias de irregularidades nos ministérios da Saúde e da Educação, o presidente Jair Bolsonaro (PL) adaptou o discurso e disse nesta quarta-feira, 29, que não há corrupção "endêmica" no Executivo. A declaração foi dada pouco antes do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, pedir demissão do cargo após denúncias de assédio sexual de funcionárias. "São casos isolados que pipocam e a gente busca solução para isso", declarou Bolsonaro em evento da Comissão Nacional da Indústria (CNI). "A gente ataca a possível corrupção na origem, não interessa descobrir o corrupto, nós queremos evitar que apareça a figura do corrupto", acrescentou.

Fonte: Redação Terra
Publicidade

Vídeos relacionados

Recomendado para você

Publicidade