PUBLICIDADE

Política

Oktoberfest barra Jair Renan Bolsonaro no palco principal do evento, diz portal

Empresário e padrinho político do filho do ex-presidente tentou incluir o nome do '04' na lista de autoridades convidadas, mas foi negado

6 out 2023 - 17h44
(atualizado às 20h40)
Compartilhar
Exibir comentários
Jair Renan é barrado de palco principal da Oktoberfest
Jair Renan é barrado de palco principal da Oktoberfest
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Jair Renan Bolsonaro passou por uma situação constrangedora na abertura da Oktoberfest, tradicional festa alemã que acontece em Blumenau (SC), ao ser barrado do palco principal pela organização do evento. Vestido a caráter, o filho '04' do ex-presidente Jair Bolsonaro não teve o nome incluído na lista de autoridades convidadas ao início do evento, na última quarta-feira, 4. 

O empresário e apoiador do ex-presidente Emilio Dalçoquio, que costuma acompanhar Jair Renan em eventos por Santa Catarina e atua como seu padrinho político, tentou colocar o nome do filho mais novo do clã Bolsonaro na lista de convidados. A diretoria da Oktoberfest, no entanto, se recusou, conforme publicado pelo O Antagonista. 

A publicação aponta, ainda, que é a segunda vez que Jair Renan passa por esse tipo de situação. No encerramento da Semana Farroupilha, em Balneário Camboriú (SC), o '04' também foi vetado no palco principal do evento. O caso aconteceu no dia 27 de setembro. Na sequência, vídeos de Dalçoquio pedindo para que Jair Renan fosse incluído na lista de autoridades passaram a circular nas redes sociais. 

Atualmente, com a expectativa de Jair Renan disputar uma vaga na Câmara Municipal de Balneário Camboriú em 2024, Dalçóquio tem acompanhado o filho mais novo do ex-presidente em diversas reuniões com lideranças locais do Estado.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontou o empresário, no ano passado, como um dos financiadores dos bloqueios antidemocráticos que ocorreram após a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas urnas. 

Considerado uma espécie de padrinho político de Jair Renan Bolsonaro, Emílio é acusado pela PRF de ser proprietário de alguns dos veículos utilizados para obstruir vias. A investigação foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade