0

"Não vão nos intimidar", diz Damares após vazamento de dados

"O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos repudia a divulgação criminosa de dados", diz a nota da ministra

2 jun 2020
15h53
atualizado às 15h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou nesta terça-feira (2) que não vai se deixar intimidar pelos vazamentos promovidos pelo movimento hacktivista Anonymous Brasil. Assim como ocorreu com o presidente Jair Bolsonaro, a ministra teve dados divulgados pelo grupo ontem.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil / Estadão Conteúdo

"Não vão nos intimidar", escreveu Damares, no Twitter, ao compartilhar nota divulgada pelo Ministério da Mulher em repúdio aos vazamentos.

"O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos repudia a divulgação criminosa de dados, em clara violação aos direitos fundamentais à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem", afirma a nota da pasta chefiada por Damares.

Veja também:

Cientistas brasileiros criam soro com anticorpos de cavalo capaz de neutralizar coronavírus
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade