PUBLICIDADE

Mourão: usar tanques como forma de pressão "seria ridículo"

Em tom irônico, vice-presidente disse ainda que a Marinha apresentou no desfile "o material que tem"; a fumaça dos blindados virou meme

11 ago 2021 - 12h38
(atualizado às 12h46)
Ver comentários
26/05/2021
REUTERS/Ueslei Marcelino
26/05/2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta quarta-feira, 11, não acreditar que o desfile de veículos blindados da Marinha pela Esplanada dos Ministérios tenha sido uma tentativa de intimidar o Congresso e, que se fosse, seria "extremamente ridículo".

"A Marinha quis fazer uma homenagem ao presidente. Eu vejo dessa forma. Eu acho que estava marcado antes isso aí. Se fosse para ser colocado como uma forma de pressão no Congresso seria extremamente ridículo. Não vejo dessa forma", disse o vice-presidente.

Em tom irônico, Mourão, que não participou do evento, disse ainda que a Marinha apresentou no desfile o material que tem, "talvez até num intuito de receber maiores recursos para dar uma melhorada".

O rápido desfile na manhã de terça-feira, 10, cerca de 10 minutos, foi de blindados da Marinha que estavam no Rio de Janeiro e foram trazidos para o Planalto Central para um exercício anual de manobras em Formosa, cidade goiana a cerca de 80 quilômetros de Brasília.

A fumaça preta de motores mal regulados que tomou conta da Esplanada virou meme nas redes sociais, com os veículos sendo vistos como uma coleção de sucatas.

Mídia internacional citou como um fiasco o desfile militar com seleção limitada de tanques expelindo fumaça
Mídia internacional citou como um fiasco o desfile militar com seleção limitada de tanques expelindo fumaça
Foto: Adriano Machado / Reuters

O movimento inesperado, no entanto - o exercício de manobras acontece todos os anos, mas nunca os veículos desfilaram por Brasília, foi visto como uma tentativa de intimidação do Congresso no dia em que a Câmara votaria a PEC do voto impresso, defendido por Bolsonaro.

A proposta acabou derrotada na noite de quarta-feira.

De acordo com reportagens de jornais brasileiros, Bolsonaro já teria tentado convencer às forças com outras demonstrações. Uma delas, seria a de que caças da Aeronáutica dessem voos rasantes sobre o Supremo Tribunal Federal para que as janelas se quebrassem.

Por isso, apesar das negativas de que o evento fosse uma tentativa de intimidação - a desculpa foi a entrega de um convite a Bolsonaro para ir assistir os exercícios, a versão não colou no Congresso e a reação foi de irritação ao que foi visto como uma ameaça.

"Assunto encerrado"

O vice-presidente comentou ainda a votação da PEC do voto impresso, derrotada na noite de terça, e disse que o resultado era esperado. "Para mim está encerrado (o assunto). O Congresso decidiu, está decidido", disse.

Mourão comentou ainda que o tema foi colocado e que a própria Justiça Eleitoral deve se esforçar para ter cada vez mais transparência.

"Acho que o assunto foi colocado, a própria Justiça Eleitoral eu acho que vai se esforçar dentro do processo que existe dar mais publicidade e transparência, então acho que no final das contas saímos bem", afirmou.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade