0

"Não vou fazer milagres em 2 anos", diz Temer

13 mai 2016
17h22
atualizado às 17h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
O presidente interino do Brasil afirmou que não faltará disposição para colocar o país de volta nos trilhos
O presidente interino do Brasil afirmou que não faltará disposição para colocar o país de volta nos trilhos
Foto: Reprodução/YouTube / O Financista

O presidente interino do Brasil, Michel Temer, declarou em uma entrevista para a revista Época que o mais urgente para o Brasil no momento é arrumar o que está desarrumado: a economia. E admitiu que colocar o país de volta no eixo será uma missão difícil. "Não vou fazer milagres em dois anos."

“Tenho plena confiança na capacidade de Henrique Meirelles e da equipe montada por ele. Eles terão autonomia para fazer os ajustes necessários e transmitir a confiança que perdemos”, disse. 

Temer também afirmou que acredita na melhoria das relações entre o Planalto e o Congresso, algo que, segundo ele, deve diminuir a instabilidade política em Brasília. “Fui presidente da Câmara por três vezes e sei bem o quanto é necessário ter diálogo com os parlamentares e manter o respeito pelas ideias diferentes. Não é fortuito que tantas lideranças partidárias estejam comprometidas com o ministério que foi montado.”

Após assumir o lugar deixado por Dilma Rousseff - afastada pelo Senado por 180 dias no processo de impeachment –, Temer declarou que “a ficha não caiu” de que ele será a pessoa encarregada de tirar o país da crise atual.

“Vontade não falta”

Diante da falta de orçamento do governo, Temer deixou claro que é possível fazer programas com pouco dinheiro e citou exemplos do que fez quando era Secretário de Segurança Pública de São Paulo. Além disso, o presidente interino afirmou que não faltará disposição, nem dele e nem da sua equipe ministerial.

“Disposição não faltará – minha e da equipe. Hoje mesmo, percebi em todos uma vontade, uma gana de fazer imensa. Nada ficará para segunda-feira. Tudo o que se discutia começa imediatamente, agora. Estão todos imbuídos do mesmo sentido de urgência que eu”, contou.

Quando questionado sobre o pouco tempo que terá para colocar tantas propostas em prática, Michel Temer respondeu: “Não é porque é impossível fazer milagres que não se devem estabelecer metas ambiciosas, como as que delineei. É possível fazer muito, não tenho dúvida. E, se não houver ambição, qual o propósito de se tentar?”

Veja também:

Rosa usa Bolsonaro vítima de roubo como exemplo, 'mesmo armado, me senti indefeso' disse na época
O Financista Todos os direitos reservados
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade