1 evento ao vivo

Flávio Bolsonaro presta depoimento sobre caso da rachadinha

Defesa do senador reafirmou que ele "não praticou qualquer irregularidade e que confia na Justiça"

7 jul 2020
22h53
atualizado em 8/7/2020 às 07h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) prestou depoimento nesta terça-feira no âmbito das investigações sobre a rachadinha da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, mais de um ano e meio depois que o caso veio à tona.

Senador Flávio Bolsonaro
16/07/2019
REUTERS/Adriano Machado
Senador Flávio Bolsonaro 16/07/2019 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

A defesa do senador disse que "o depoimento atende a pedido feito pela defesa, que quer restabelecer a verdade" e reafirma que Flávio Bolsonaro "não praticou qualquer irregularidade e que confia na Justiça".

Os detalhes da oitiva por videoconferência não foram revelados. "As investigações seguem sob sigilo", informou o Ministério Público do Rio.

A defesa do senador revelou ainda que após o depoimento desta terça-feira, a esposa de Flávio, Fernanda Bolsonaro, não será mais ouvida pelo MP.

O caso da rachadinha da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro surgiu no fim de 2018, durante a operação Furna da Onça, da Lava Jato. Relatórios do antigo Coaf identificaram movimentações financeiras atípicas em mais de 20 gabinetes da Alerj. Pelas contas do ex-assessor de Flávio Bolsonaro Fabrício Queiroz passaram cerca de 1,2 milhão de reais. Queiroz foi preso mês passado em Atibaia (SP) e segue preso no complexo de Bangu, na zona oeste do Rio.

Um pedido de habeas corpus já foi negado pelo Tribunal de Justiça do Rio que encaminhou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a solicitação da defesa do ex-assessor. A mulher de Queiroz está com prisão decretada e segue foragida.

Veja também:

Bolsonaro fala em 'cartão vermelho' para quem sugere congelar aposentadorias e enterra Renda Brasil
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade