3 eventos ao vivo

Bolsonaro culpa antecessores por crise: sistema não desiste

17 fev 2019
13h57
atualizado às 14h40
  • separator
  • 77
  • comentários

Em meio à expectativa de demissão do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, e de possíveis declarações do coordenador da campanha vitoriosa do PSL à Presidência da República que possam comprometer o governo, o presidente Jair Bolsonaro fez uma defesa de sua administração em publicação no Twitter neste domingo (17), sem citar Bebianno.

Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto
15/01/2019 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto 15/01/2019 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

"O sistema não desistirá", disse Bolsonaro, acrescentando que o governo está determinado a mudar os rumos do País e a "fazer diferente dos anteriores", a quem culpa pela crise "em todos os sentidos" na qual assumiu o Brasil. "Sabemos da dificuldade que é tentar consertar tudo isso", disse.

Segundo o presidente, o governo está fiscalizando recursos, diminuindo gastos, propondo endurecimento penal e a reforma da Previdência. "Tudo isso em pouquíssimo tempo. Nossos objetivos são claros: resgatar nossa segurança, fazer a economia crescer novamente e servir a quem realmente manda no país: a população brasileira."

Estadão
  • separator
  • 77
  • comentários
publicidade