PUBLICIDADE

Daniela Mercury vai processar Eduardo Bolsonaro por fala distorcida

Vídeo publicado pelo deputado foi editado como se a cantora dissesse que Jesus Cristo era "gay, muito gay, muito bicha, muito viado, sim"

12 abr 2022 - 11h39
(atualizado às 11h53)
Ver comentários
Daniela Mercury vai processar Eduardo Bolsonaro
Daniela Mercury vai processar Eduardo Bolsonaro
Foto: Reprodução/Instagram/@danielamercury

A cantora Daniela Mercury vai processar o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) por crime contra honra, segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Conforme a assessoria da artista ao jornal, o deputado publicou um vídeo no Twitter na semana passada, já excluído, em que falas da cantora foram editadas. No vídeo é como se ela afirmasse que Jesus Cristo era "gay, muito gay, muito bicha, muito viado, sim", mas ela se referia ao cantor Renato Russo. 

A publicação do parlamentar ainda trazia a seguinte legenda: "Cuidado! Cenas fortes. Efeitos colaterais da abstinência de Lei Rouanet. A que ponto a pessoa contaminada chega. Deus, tenha misericórdia deles, eles não sabem o que falam".

De acordo com a coluna, o momento em que a cantora se referiu a Renato Russo foi em um show em julho de 2018 durante o Festival de Inverno de Garanhus (PE). Na época, o governo do estado tinha tirado da programação a peça 'O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu', em que trazia como protagonista a atriz transsexual Renata Carvalho, que interpretava Jesus. A peça tinha sido alvo de protestos. 

No show, Daniela Mercury se solidarizou com a atriz censurada e logo depois disse que precisava "muito de um rock" e da "alma de Raul Seixas" junto com ela. A artista então começou a cantar 'Tempo Perdido' de Renato e gritou: "Meu amigo, Renato Russo, era gay, gay, muito gay, muito bicha, muito viado, sim".

Veja o vídeo original do show de Daniela Mercury em julho de 2018:

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade