PUBLICIDADE

Política

Bolsonaro defende anistia para presos do 8 de janeiro e diz que penas fogem da razoabilidade

25 fev 2024 - 17h23
Compartilhar
Exibir comentários

O ex-presidente Jair Bolsonaro defendeu na tarde deste domingo (25) a anistia para os presos dos atos de 8 de janeiro e disse que as penas aplicadas fogem ao mínimo de razoabilidade. "Anistia para os pobres coitados que estão presos em Brasília" disse o ex-presidente, em manifestação na avenida Paulista, em São Paulo. "Quem por ventura depredou o patrimônio; que nós não concordamos com isso; que pague, mas essas penas fogem ao mínimo da razoabilidade."

Bolsonaro pediu aos deputados e senadores um projeto de anistia "para que seja feita a justiça" e disse que no passado já receberam o benefício pessoas que "fizeram barbaridades no Brasil".

O ato em São Paulo foi convocado após o ex-presidente ser um dos alvos da operação Tempus Veritatis (hora da verdade, em latim) da Polícia Federal (PF) no último dia 8, quando teve que entregar seu passaporte às autoridades. A PF apura a participação do ex-presidente em uma articulação para dar um golpe de Estado que impediria a realização das eleições de 2022 ou a posse de Lula.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade