PUBLICIDADE

Bolsonaro critica máscaras em crianças; se estiver errado, se desculpará depois

25 jun 2021 08h08
ver comentários
Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta quinta-feira (24) o uso de máscaras para conter a disseminação da covid-19, em especial por crianças, e reforçou o estudo encomendado ao Ministério da Saúde para desobrigar o uso da proteção.

Segundo o presidente, "tem criança de dois ou três anos usando máscara". "É para usar? Se você tirar a máscara da cara da criança, ela está com a boca aberta. Eu entendo - pelo que sei dado a minha mãe e meus avós - que criança de boca aberta tem problema", disse Bolsonaro durante transmissão semanal ao vivo pelas redes sociais. Durante o vídeo, o presidente não apresentou nenhuma evidência científica sobre o que falou e disse que, se estiver errado, na próxima semana se desculpará.

Nesta quinta-feira, 24, durante visita ao Rio Grande do Norte, o presidente enfrentou críticas nas redes sociais por ter tirado a máscara do rosto de um garoto e pedido para outra menina ficar sem o adereço ao proclamar uma poesia em homenagem ao chefe do Executivo.

Para Bolsonaro, o uso de máscaras sob pena de multa "está servindo para arranjar dinheiro para alguns governadores como este de São Paulo". "É multa! Se depender do governador de São Paulo (João Doria/PSDB), enquanto ele for governador, vai ficar valendo a máscara para todo mundo que é grana para eles", completou o presidente.

Bolsonaro foi multado, no último dia 12, por fazer passeio de moto em São Paulo sem usar a proteção no rosto. O valor da autuação é de R$ 552,71. Além do presidente, três ministros e seis deputados também foram multados.

Estadão
Publicidade
Publicidade