0

Mãe denuncia filho que assassinou a mulher e as duas filhas

Magno Brandão teve a prisão decretada pela Justiça; corpos foram achados na casa da família em São Vicente

20 jun 2018
08h58
atualizado às 10h56
  • separator
  • 0
  • comentários

Acusado de matar a mulher e duas filhas pequenas, um homem de 27 anos foi preso na madrugada desta quarta-feira, 20, em São Vicente, no litoral paulista. O suspeito, Magno Brandão Ferreira, foi denunciado pela própria mãe, após receber ameaças de supostos integrantes de uma facção criminosa, em razão dos crimes cometidos pelo filho. Policiais foram até a casa e Magno não opôs resistência. Ele foi levado para o plantão da Polícia Civil e, após prestar depoimento, foi encaminhado para uma cadeia pública da região.    

O suspeito teve a prisão temporária decretada pela Justiça desde que os corpos de sua mulher, Thamiris de Souza Santos, de 30 anos, e das filhas Nayara Machado de Souza Santos, de 8 anos, e Nicolly de Souza Santos, de 4, foram achados na casa da família, no Parque Continental, no último dia 10. Pelo estado dos corpos, a perícia conclui que as vítimas tinham sido assassinadas a facadas cinco dias antes. Naquela noite, vizinhos ouviram o suspeito gritando com a mulher. De acordo com a investigação, Magno foi visto na casa três dias após os crimes, antes de desaparecer.    

Magno Brandão Ferreira foi denunciado pela própria mãe, após receber ameaças de supostos integrantes de uma facção criminosa, em razão dos crimes cometidos pelo filho
Magno Brandão Ferreira foi denunciado pela própria mãe, após receber ameaças de supostos integrantes de uma facção criminosa, em razão dos crimes cometidos pelo filho
Foto: thawornnurak / iStock

A polícia teve certeza do envolvimento dele nos crimes depois que o pai do rapaz foi ouvido e contou que Magno era usuário de drogas e se descontrolava pelo uso frequente de entorpecentes. O pai mostrou uma conversa com o filho pelo aplicativo WhatsApp, em que Magno usou o celular da mulher morta para dizer que o pai "nunca o perdoaria" pelo que fez, dizendo que só se lembrava "de ter acordado com a faca na mão".

Veja também:

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade