PUBLICIDADE

Maia diz que falas de Bolsonaro geram insegurança, mas recurso ao STF mostra respeito

28 mai 2020 16h11
| atualizado às 16h58
ver comentários
Publicidade

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que as declarações do presidente Jair Bolsonaro na manhã desta quinta-feira geram insegurança, mas ponderou que o fato de o governo ter apresentado um pedido de habeas corpus em favor do ministro Abraham Weintraub ao Supremo Tribunal Federal (STF) representa que a corte foi respeitada.

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia
03/02/2020
REUTERS/Adriano Machado
Presidente da Câmara, Rodrigo Maia 03/02/2020 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"De fato as declarações hoje são muito ruins, elas vão extamente no caminho contrário de tudo que a gente começou a construir, todos os Poderes juntos, desde a semana passada, da reunião com os governadores", disse Maia em entrevista coletiva, ressaltando, mais uma vez, a necessidade de diálogo e respeito entre os Poderes.

Maia destacou, porém, que, se de um lado o presidente teve falas duras contra o STF, ao mesmo tempo o governo, por meio do ministro da Justiça, André Mendonça, apresentou recurso a favor de Weintraub, numa demonstração de respeito ao Supremo, segundo o deputado.

Para Maia, é preciso que haja convergência entre o discurso e as ações do governo.

Nesta manhã, ao comentar operação da véspera determinada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes contra apoiadores de Bolsonaro por suposto envolvimento em disseminação de fake news, o presidente disse que não haverá mais um dia como ontem. "Acabou, porra!", afirmou.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade