0

Conselho busca melhorar relação entre governo, setor privado e sociedade civil na Amazônia, diz Mourão

27 nov 2020
18h15
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Conselho Nacional da Amazônia está considerando adotar medidas para melhorar o quadro institucional para o trabalho entre agências do governo, o setor privado e a sociedade civil na Amazônia, afirmou o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que é presidente do conselho, em carta aberta a parlamentares europeus nesta sexta-feira.

Vice-presidente Hamilton Mourão
16/09/2020
REUTERS/Adriano Machado
Vice-presidente Hamilton Mourão 16/09/2020 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"Nossa visão é que todas as partes se beneficiarão de uma estrutura institucional mais coordenada e organizada para interação com o governo brasileiro", disse.

"Nosso objetivo é alcançar maior eficiência e transparência no diálogo entre o governo e as partes interessadas locais, e não há intenção de limitar ou restringir a liberdade da sociedade civil e dos atores privados que estão legalmente trabalhando na Amazônia", completou Mourão, em carta em inglês com tradução livre.

Na véspera, também em carta, parlamentares europeus demonstraram a Mourão preocupação com os planos do governo de interferir na ação de organizações não-governamentais (ONGs) que atuam na Amazônia. Na resposta nesta sexta, o vice-presidente exaltou a oportunidade do diálogo e rebateu essa preocupação dos europeus.

"A proposta de controlar as ONGs não corresponde ao nosso pensamento, nem às atividades realizadas pelo Conselho da Amazônia. Essas preocupações são infundadas", afirmou.

Veja também:

Motociclista fica gravemente ferido após batida com carro em Toledo
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade