PUBLICIDADE

Polícia Federal desmantela grupos de criminosos em operação contra tráfico de armas e cédulas falsas no Rio Grande do Sul

Ações simultâneas visam desarticular organizações que atuam no tráfico de armas de fogo, fraude ao SINARM e disseminação de moeda falsa na região norte do estado.

22 fev 2024 - 12h10
(atualizado às 12h13)
Compartilhar
Exibir comentários

Na manhã desta quinta-feira (22), a Polícia Federal deflagrou operações coordenadas para desmantelar grupos criminosos envolvidos no tráfico de armas de fogo, na fraude ao Sistema Nacional de Armas (SINARM) e na disseminação de moedas falsas na região norte do Rio Grande do Sul.

Tráfico de Armas e Fraude ao SINARM:

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido em Erechim (RS), como parte da investigação que apura o crime de falsidade ideológica para aquisição de armas de fogo e desvio de armamento para o crime organizado. O inquérito teve início com a prisão em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, em dezembro de 2022, onde uma pistola registrada em nome de terceiros foi apreendida. A apuração da Polícia Federal revelou que o registro da arma estava falsificado, sendo informado como furtado, a fim de repassar a pistola e munições para suspeitos envolvidos no tráfico de drogas.

Moeda Falsa:

Equipes da Polícia Federal realizaram dois mandados de busca e apreensão em Erechim e um em Não-Me-Toque, com o apoio da Força Tática da Brigada Militar de Carazinho. Esta fase da Operação Denarius tem como alvo dois grupos criminosos que disseminam cédulas falsas de real, adquirindo produtos no comércio local e por meio de transações em redes sociais. Os investigados enfrentam acusações de associação criminosa, falsidade ideológica, tráfico de armas de fogo e introdução em circulação de moeda falsa.

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade