PUBLICIDADE

Moradores encontram ao menos 8 corpos em comunidade do RJ

Cadáveres foram encontrados pelos moradores em uma área de mangue no Complexo do Salgueiro; região teve operação da PM no fim de semana

22 nov 2021 09h45
| atualizado às 13h13
ver comentários
Publicidade
Moradores do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ), recolhem corpos em uma área de manguezal nesta segunda-feira (22), depois de uma operação da PM na região no último final de semana, com intenso tiroteio entre a polícia e traficantes
Moradores do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ), recolhem corpos em uma área de manguezal nesta segunda-feira (22), depois de uma operação da PM na região no último final de semana, com intenso tiroteio entre a polícia e traficantes
Foto: Jose Lucena/Futura Press

Ao menos oito corpos com marcas de tiros foram encontrados por moradores no Complexo de favelas do Salgueiro, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, após uma operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar fluminense no local, informou a PM nesta segunda-feira (22).

Os cadáveres foram encontrados pelos moradores em uma área de mangue no local e integrantes da PM, da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros eram aguardados para a retirada dos corpos.

"Após o conhecimento de corpos localizados em área de mangue na região do Complexo do Salgueiro, na manhã desta segunda-feira, a Polícia Militar dará início a uma ação no local e permanecerá na região a fim de garantir o trabalho de perícia da Polícia Civil. Até o momento, as informações preliminares apontam que sete corpos foram encontrados", informou a PM.

Nas redes sociais, moradores da comunidade afirmavam que o número de mortos pode ser muito maior.

O clima foi tenso no Complexo do Salgueiro durante todo o fim de semana.

No sábado, um sargento da PM morreu no local no que teria sido um ataque realizado por criminosos. No domingo, uma idosa de 71 anos foi atingida por uma bala perdida durante um confronto entre policiais e suspeitos de tráfico de drogas. Ela passa bem.

A polícia afirma que foi até o conjunto de favelas para uma operação de "estabilização".

* Com informações da Folha de S. Paulo

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade