3 eventos ao vivo

Ministério da Justiça combate pedofilia em 12 Estados

18 fev 2020
11h16
atualizado às 12h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma operação com o objetivo de identificar autores de abuso e exploração sexual infantil, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, foi deflagrada nesta terça-feira, 18, com o envolvimento das policias civis de 12 Estados e ainda autoridades de países como Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá, informou a pasta em nota.

Policiais prendem suspeitos de planejar uma invasão ao Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), nesta terça-feira (22). A invasão ocorreria durante a partida entre Flamengo e Grêmio, pela Copa Libertadores da América 2019, que acontece nesta quarta-feira (23). Agentes da Polícia Civil, da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), cumprem cerca de 20 mandados de prisão temporária, expedidos pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim)
Policiais prendem suspeitos de planejar uma invasão ao Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), nesta terça-feira (22). A invasão ocorreria durante a partida entre Flamengo e Grêmio, pela Copa Libertadores da América 2019, que acontece nesta quarta-feira (23). Agentes da Polícia Civil, da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), cumprem cerca de 20 mandados de prisão temporária, expedidos pelo Juizado Especial Criminal (Jecrim)
Foto: jose lucena / Futura Press

No Brasil a Operação Luz na Infância 6 ocorre em Alagoas, Acre, Ceará, Rio de Janeiro, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí e Santa Catarina. Ao todo, segundo a pasta, estão sendo cumpridos, no Brasil e nos quatro países, 112 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes.

A Operação Luz na Infância 6 conta com a colaboração da embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília.

No Brasil, segundo o ministério, a pena para quem armazena conteúdo de pedofilia varia de 1 a 4 anos de prisão, de 3 a 6 anos pelo compartilhamento e de 4 a 8 anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

A operação Luz na Infância, que está na sexta fase, vem ocorrendo desde outubro de 2017 com o cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisões em unidades da federação do Brasil e também no exterior.

Veja também:

Polícia Civil resgata cadela com sinais de desnutrição em Capanema

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade