PUBLICIDADE

Marinheiros vão fazer procissão em homenagem às vítimas

Pilotos das lanchas de Capitólio-MG vão fazer o trajeto pelo Lago de Furnas nesta quinta-feira, 13, às 11h, até o cânion

13 jan 2022 06h30
ver comentários
Publicidade

Os marinheiros, que fazem os passeios de turismo com as lanchas em Capitólio-MG, resolveram prestar uma grande homenagem às 10 vítimas nesta quinta-feira, 13, no Lago de Furnas.

Lanchas vão partir para o cânion nesta quinta-feira Reprodução Instagram
Lanchas vão partir para o cânion nesta quinta-feira Reprodução Instagram
Foto: Reprodução / Instagram

“A partir das 11h, todas as embarcações vão se reunir em um ponto fixo de partida, no Turvo, e iremos até o cânion, onde aconteceu a tragédia”, revelou o marinheiro Júnior Giana, mais conhecido como Pit, em entrevista exclusiva ao Terra.

“É como se fosse uma missa de sétimo dia”, disse ele, lembrando que a tragédia aconteceu no último sábado, 8. “Quando chegar ao local, vamos fazer uma reza só entre nós marinheiros, uma vez que está proibida a visitação ao local”, argumentou.

Marinheiro Pit vai estar na procissão
Marinheiro Pit vai estar na procissão
Foto: Instagram / Reprodução

Pit destacou que a ideia dessa homenagem partiu dos seus companheiros de dia-a-dia. ”Nós temos um grupo de WhatsApp, chamado ‘Bar do Mané’ , com 245 integrantes, e decidimos fazer isso em conjunto”.

O piloto da lancha GGI ajudou a salvar sete vidas naquele fatídico dia, como contou ao Terra.  “No momento, a única coisa que eu fiz foi tentar resgatar o máximo de pessoas que eu consegui, que foram sete”.

Apesar do ato de heroísmo, Pit mantém a humildade e acredita que não fez mais do que a sua obrigação. “Não me vejo como herói, pois somos seres humanos e eu tinha que ajudar de alguma forma. Me coloquei no lugar deles. Poderia eu ter morrido. Lembrei também que aquelas pessoas que estavam lá poderiam ser da minha família, que há pouco tempo tinha levado pra passear”.

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade