0

Leblon registra mais uma noite de aglomerações sem máscaras

Além de desrespeitarem as normas de distanciamento social, a maioria das pessoas não usava máscara, item de uso obrigatório por lei estadual

5 set 2020
05h16
atualizado às 08h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na noite desta sexta-feira, 4, as ruas do bairro do Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro, voltaram a ser ponto de grande aglomeração de pessoas. Nas redes sociais, as imagens compartilhadas por quem estava lá mostravam um clima de Carnaval fora de época, cenário parecido com o registrado no início de julho, no primeiro fim de semana após a reabertura dos bares na cidade.

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram grande aglomeração no Leblon no início do feriadão de 7 de setembro
Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram grande aglomeração no Leblon no início do feriadão de 7 de setembro
Foto: Reprodução/Renan Brites Peixoto / Estadão Conteúdo

Além de desrespeitarem as normas de distanciamento social, a maioria não usava máscara, item de uso obrigatório por lei estadual, que prevê multa de R$ 106,05 pelo descumprimento.

Este não parece ser um comportamento motivado pelo feriado. Nas redes sociais, diversas postagens de outros finais de semana trazem imagens parecidas.

O principal ponto foi a rua Dias Ferreira, na região conhecida como "Baixa Leblon". No Instagram, diversas postagens foram feitas utilizando a localização da rua.

Vídeos compartilhados no Instagram com a localização da rua Dias Ferreira mostram clima de carnaval
Vídeos compartilhados no Instagram com a localização da rua Dias Ferreira mostram clima de carnaval
Foto: Reprodução / Estadão Conteúdo

No último domingo, as praias da cidade também ficaram lotadas mesmo com a proibição imposta pela prefeitura da capital fluminense.

O Estado do Rio de Janeiro apresentou queda na média móvel de mortes por covid-19 nos dois últimos dias, com 73 óbitos e 2.217 novos casos confirmados na sexta-feira, 4. Mesmo com a queda nos registros, o distanciamento social e o uso de máscaras continuam sendo as formas mais eficazes de proteção contra o novo coronavírus.

Veja também:

Papai Noel radical faz rapel no bondinho do Pão de Açúcar
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade