PUBLICIDADE

Homem condenado por matar ex é baleado por pai e irmão da vítima em SC

Rapaz estava passando uns dias na casa de sua mãe durante a saidinha temporária quando sofreu a tentativa de homicídio

15 mai 2024 - 15h23
(atualizado às 16h05)
Compartilhar
Exibir comentários
Indianara Aparecida de Moura foi morta pelo ex-companheiro em 2018
Indianara Aparecida de Moura foi morta pelo ex-companheiro em 2018
Foto: Reprodução/Redes sociais

Um homem, condenado por matar a ex-companheira em 2018, foi baleado pelo pai e irmão da vítima,  nesta segunda-feira, 13, em Anchieta (SC), durante a saidinha temporária. O padrasto dele também foi atingido e não resistiu aos ferimentos. De acordo com a Polícia Civil, ele estava na casa da mãe quando a tentativa de homicídio ocorreu. Três pessoas foram presas. 

Em 2019, o rapaz foi condenado pelo assassinato de Indianara Aparecida de Moura, de 22 anos. A jovem foi morta a facadas em 2018. 

Desde o dia 8 de maio, ele estava usufruindo do benefício da saída temporária do Sistema Penitenciário e passava alguns dias na casa de sua mãe. Os suspeitos entraram no imóvel da família e dispararam contra ele e seu padrasto, que faleceu. Já o autor do feminicídio sofreu ferimentos no braço. 

Conforme a Polícia Civil, os envolvidos na cena do crime entraram em luta corporal pela posse da arma, quando um dos suspeitos foi ferido por uma mulher com uma arma branca, não descrita pelas autoridades. Em seguida, o trio fugiu do local. 

A motivação pelo crime teria sido vingança, já que dois dos suspeitos são irmão e pai de Indiara. Equipes da Polícia Militar prenderam os três na cidade de Campo Erê e os encaminharam para a delegacia da cidade. A espingarda usada no crime foi apreendida. 

Um dos suspeitos permanece internado no hospital devido aos ferimentos. O caso foi registrado como homicídio e tentativa de homicídio na Delegacia de Polícia de Anchieta e será investigado. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade