0

Frio pode ter matado quatro moradores de rua em SP

13 jun 2016
13h44
atualizado às 13h59
  • separator
  • comentários

A Arquidiocese de São Paulo confirmou hoje (13) a morte de mais dois moradores de rua possivelmente em razão do frio dos últimos dias na capital paulista. A Secretaria de Segurança Pública já havia notificado o óbito de dois homens, um na Avenida Paulista e outro em frente à Estação Belém do metrô.

Termômetro marca 2ºC na região da Avenida Aricanduva, no Parque do Carmo, Zona Leste de São Paulo (SP)
Termômetro marca 2ºC na região da Avenida Aricanduva, no Parque do Carmo, Zona Leste de São Paulo (SP)
Foto: Edison Temoteo / Futura Press

De acordo com frei Agostino, um homem foi achado próximo ao metrô Santana, zona norte, na última quinta-feira (9). O outro corpo é de uma mulher, encontrado na sexta-feira (10) perto do Terminal Rodoviário do Tietê, também na zona norte. Eles ainda não foram identificados.

O morador de rua João Carlos Rodrigues, de 55 anos, que estava nas imediações da estação Belém do metrô, foi achado na madrugada de sexta-feira. Adilson Justino, com idade desconhecida, foi encontrado pela Polícia Militar na Avenida Paulista sofrendo uma convulsão.

As causas das mortes ainda serão investigadas, mas, para a arquidiocese, tudo indica que o frio tenha matado as quatro pessoas. São Paulo tem batido recordes de baixas temperaturas. Hoje (13), a cidade registrou zero grau às 3h30 na estação meteorológica da Capela do Socorro, zona sul. Foi a temperatura mais baixa em 12 anos, medida pelo Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE).

Em outras estações, os termômetros também se aproximaram de zero. Em São Mateus, zona leste, a temperatura chegou a 0,4ºC às 4h10. Parelheiros, no extremo sul, acusou 0,8ºC por volta de 1h30.

 

Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade