PUBLICIDADE

Taraneh Alidoosti, a estrela de cinema do Irã que posou sem lenço na cabeça em desafio ao regime

As postagens de Taraneh Alidoosti indicam solidariedade com os protestos anti-governo.

10 nov 2022 - 11h04
(atualizado às 11h13)
Compartilhar
Exibir comentários
Taraneh Alidoosti mostrou cartaz com dizeres "Mulher, Vida, Liberdade" em curdo
Taraneh Alidoosti mostrou cartaz com dizeres "Mulher, Vida, Liberdade" em curdo
Foto: Taraneh Alidoosti / BBC News Brasil

Uma famosa atriz iraniana postou uma foto sem lenço na cabeça no Instagram para prestar solidariedade às manifestações contra o governo que vêm sacudindo o país nas últimas sete semanas.

Taraneh Alidoosti — mais conhecida por seu papel no longa O Vendedor, ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro em 2016 — também segurava uma placa em que se lia: "Mulher, Vida, Liberdade", em curdo.

O slogan se tornou um grito de guerra comum entre os manifestantes.

Os protestos que entram na sétima semana foram desencadeados pela morte de Mahsa Amini enquanto estava sob custódia policial.

A jovem de 22 anos havia sido detida pela polícia da moralidade na cidade de Teerã por supostamente violar as regras rígidas do país, que exigem que as mulheres cubram os cabelos com um hijab, ou um lenço de cabeça.

Alidoosti é uma das atrizes de maior sucesso do Irã e tem mais de oito milhões de seguidores no Instagram.

Ela já havia prometido permanecer no Irã a qualquer custo e fez uma pausa na carreira para apoiar as famílias daqueles que foram mortos na repressão aos manifestantes pelas forças de segurança.

Taraneh Alidoosti tem mais de 8 milhões de seguidores no Instagram
Taraneh Alidoosti tem mais de 8 milhões de seguidores no Instagram
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

Ativistas locais de direitos humanos dizem que pelo menos 328 pessoas morreram — e 14,8 mil foram detidas.

A postagem da estrela é o mais recente gesto de apoio de personalidades do mundo das artes e dos esportes do Irã.

No mês passado, o jogador de futebol iraniano Sardar Azmoun apoiou os manifestantes em meio à crescente violência do governo.

O atacante do Bayern Leverkusen condenou as forças de segurança em um stories no Instagram, dizendo: "Que vergonha por matar facilmente o povo, e viva as mulheres do Irã. Vida longa às mulheres iranianas!"

- Este texto foi publicado em https://www.bbc.com/portuguese/internacional-63584451

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade