PUBLICIDADE

Ilusionista David Copperfield é acusado de má conduta sexual por 16 mulheres

Casos teriam ocorrido entre 1980 e 2014; advogados do mágico negam as acusações

15 mai 2024 - 23h03
Compartilhar
Exibir comentários
O ilusionista norte-americano David Copperfield, de 67 anos
O ilusionista norte-americano David Copperfield, de 67 anos
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O ilusionista norte-americano David Copperfield, de 67 anos, foi acusado de má conduta sexual e comportamento inadequado por 16 mulheres. As denúncias vão de 1980 e 2014, sendo que mais da metade das mulheres tinha menos de 18 anos na época dos abusos.

Segundo a investigação do jornal The Guardian, 3 mulheres alegam que foram drogadas e sexualmente abusadas pelo mágico.   

Em quatro outros casos, as mulheres relatam que Copperfield as apalpou ou as fez tocá-lo de forma sexual durante apresentações ao vivo no palco. Três eram adolescentes na época dos supostos incidentes. Uma delas fez um boletim de ocorrência à polícia em Las Vegas em janeiro de 2014.  A polícia de Las Vegas disse ao Guardian que encerrou o caso por “provas insuficientes”.

Os advogados de Copperfield negaram todas as acusações. Segundo eles, o ilusionista "nunca, jamais agiu de forma inadequada com ninguém, muito menos com menores de idade".

O nome de Copperfield era um dos que estava em uma lista de pessoas relacionadas a Jeffrey Epstein (1953-2019), bilionário  condenado por tráfico de menores e outros crimes sexuais. Na época, os seus advogados disseram que o “nosso cliente não sabia dos crimes horríveis de Epstein. Como o resto do mundo, ele soube disso pela imprensa". 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade