PUBLICIDADE

‘Hoje não recebi sua mensagem de bom dia’, lamenta mãe de jovem morto após marcar encontro em SP

Leonardo Rodrigues Nunes foi encontrado baleado após marcar um encontro por aplicativo; ainda não há informações sobre o autor

15 jun 2024 - 20h29
Compartilhar
Exibir comentários
Leonardo Rodrigues Nunes, 24 anos, morreu após marcar um encontro por aplicativo de relacionamento
Leonardo Rodrigues Nunes, 24 anos, morreu após marcar um encontro por aplicativo de relacionamento
Foto: Reprodução/Instagram/@cruzeirodosuldepressao.2

A mãe do jovem Leonardo Rodrigues Nunes, morto após marcar um encontro em um aplicativo de relacionamento, usou o X (antigo Twitter) para desabafar sobre a perda do filho. O rapaz de 24 anos foi encontrado baleado no bairro Vila Natália, na zona sul de São Paulo. 

“Tá doendo demais. Hoje não recebi sua mensagem de bom dia! Tá difícil. A ficha não caiu. Por quê, meu Deus? Por quê?”, escreveu Adriana Rodrigues, que que a luta Lgbt+ é também a sua luta. 

“Meu coração sangra de receber uma notícia monstruosa dessa. Meu filho era uma pessoa maravilhosa. Um ser humano iluminado, incapaz de fazer maldade a qualquer pessoa ou animal. Essa luta agora é minha, aliás é nossa. Comunidade Lgbt, vamos para cima”, publicou. 

Na rede social, a #Justiçaporléo ficou entre os trending topics da plataforma durante todo este sábado e mobilizou um debate sobre os perigos para a população LGBTQIA+ dos encontros amorosos por aplicativos de relacionamento.

Leonardo foi encontrado com marca de disparos na rua Rolando e socorrido e levado ao Pronto-Socorro do Hospital Ipiranga, mas não resistiu. De acordo com a TV Globo, ele havia marcado encontro na quarta-feira, 12, e compartilhou a localização com um amigo antes de chegar ao local combinado. 

Após ele não responder as mensagens, este amigo registrou um boletim de ocorrência por desaparecimento na 5ª Delegacia de Pessoas Desaparecidas do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia Civil investiga o caso, e solicitou exames ao Instituto de Criminalística (IC) e ao Instituto Médico Legal (IML). Ainda não há informações sobre o autor do crime. 

Leonardo estudava o 3º período de psicologia na Universidade Cruzeiro do Sul. O velório e o sepultamento do jovem ocorreu neste sábado, 15, no cemitério Parque dos Pinheiro, Vila Nova Galvão, na capital paulista.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade