PUBLICIDADE

Ex-atriz da Globo consegue medida protetiva contra ex após perseguição na internet

Jeniffer Oliveira relatou que o ator Douglas Sampaio incitou seguidores a descobrirem seu endereço; ex-namorado rebate acusação

28 fev 2024 - 11h55
Compartilhar
Exibir comentários
Jeniffer Oliveira e Douglas Sampaio namoraram em 2018, quando a atriz o acusou de agressão
Jeniffer Oliveira e Douglas Sampaio namoraram em 2018, quando a atriz o acusou de agressão
Foto: Reprodução: Instagram/jeniffer_oliveirareal/douglassampaioficial

Intérprete da personagem Flora em “Malhação: Vidas Brasileiras”, de 2018, a ex-atriz da Globo Jeniffer Oliveira conseguiu uma medida protetiva contra o ex-namorado Douglas Sampaio por persegui-la nas redes sociais, segundo informou a revista Veja.

A medida protetiva garante que Douglas não pode se aproximar a menos de 500 metros de distância de Jeniffer e nem mencionar o nome dela publicamente. Nos stories do Instagram, no dia 15 de fevereiro, o ator incentivou seus seguidores a descobrirem o endereço de Jeniffer, oferecendo uma recompensa de 1 mil reais.

Não é só bater: outros tipos de violência contra a mulher Não é só bater: outros tipos de violência contra a mulher

“Ele foi à internet me xingar e oferecer dinheiro em troca do meu endereço. Ele quer penhora na minha conta, mas o processo está arquivado há dois anos. Não tenho nada a pagar. Ele me chama de mula, de vadia, coisas absurdas. Sofro ameaças, me fotografam nas ruas e escrevem nas redes sociais dele com que roupa estou a cada momento”, desabafou a atriz em entrevista à revista Veja. 

Na época, Jeniffer mencionou que recebeu apoio psicológico da equipe de produção da TV Globo. “Estava machucada. Fiquei com marcas de apertos dele no pescoço e nos braços. Essa situação me fez evoluir muito, eu tinha uma ingenuidade que não me cabia. Acreditava que nada iria acontecer, que não era viável ele mentir, que uma hora ia parar de me ameaçar. Passei todo esse tempo sem querer responder essas mentiras só por causa disso”, disse à Veja. 

Douglas, por outro lado, contesta o arquivamento do processo e afirma que Jeniffer deve se responsabilizar pelo pagamento da indenização. “Encaro como piada. Que ótimo que tem medida protetiva, não quero ela. Ela está tentando destrinchar essa história, porque não me pagou a indenização por falta de endereço no processo. Eu ofereci, sim, uma recompensa, porque precisamos notificá-la judicialmente”, declarou. 

O ator disse ainda que iniciou um processo contra Jeniffer por difamação caluniosa, que pode resultar em uma pena de dois a oito anos de prisão. “Mas a gente nunca consegue as coisas através da lei, quando o caso vira para o homem na retratação, não tem a mesma força”, afirmou.

Nas redes sociais, Joabs Sobrinho, advogado de Jennifer, se pronunciou dizendo que Douglas está usando a internet para fazer um ataque direito à sua cliente. “Utilizando-se de xingamentos e incitação a seus seguidores para prejudicar a mesma. Nós já enquadramos ele no cyberbullying, já fizemos uma notícia crime”, revelou o advogado em postagem no Instagram.

Entenda o caso

Em 2018, Jeniffer apresentou uma queixa contra Douglas por agressão em uma boate na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, quando ainda estavam juntos. No entanto, o caso foi arquivado devido à falta de evidências, já que as câmeras de segurança não registraram nenhum ato de agressão e ao fato da atriz não ter realizado um exame de corpo de delito na época. Na época, a polícia conversou com testemunhas que afirmaram não terem presenciado a agressão no local.

Em consequência disso, Douglas entrou com uma ação contra Jeniffer solicitando uma compensação por danos morais. Na época, a Justiça decidiu em favor do ator e fixou indenização de R$ 10 mil.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade